Malgrado ou mau grado

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A palavra malgrado e a expressão mau grado existem na língua portuguesa e estão corretas. Mau grado é sinônimo de má vontade. Malgrado é principalmente sinônimo de apesar de, embora possa indicar também algo feito contra a vontade, sendo, nessa acepção, sinônimo de mau grado.

Mau grado: sinônimo de má vontade

A expressão mau grado, escrita de forma separada e com u na primeira sílaba, é usada para indicar algo feito de má vontade, a contragosto, contra a vontade de quem o fez, forçadamente.

Exemplos com mau grado:

  • Ele fez de mau grado todas as tarefas pedidas.
  • O pai ouviu de mau grado as desculpas do filho.
  • Mau grado meu, decidiu cursar medicina.

Assim, mau grado é antônimo de bom grado, ou seja, de boa vontade:

  • Você sabe que eu faço isso de mau grado.
  • Você sabe que eu faço isso de bom grado.

Malgrado: sinônimo de apesar de

A palavra malgrado, escrita de forma junta e com l na primeira sílaba, é usada maioritariamente enquanto preposição, sendo sinônima de: apesar de, não obstante, a despeito de, independentemente de, ainda que, mesmo que, sem embargo de,... 

Exemplos com malgrado (preposição):

  • Malgrado minhas boas intenções, ela não seguiu meus conselhos.
  • Malgrado a chuva e o frio, a praia estava cheia de pessoas esperando o show.

Malgrado: sinônimo de mau grado

Apesar de malgrado ser usado maioritariamente como uma preposição, encontra-se dicionarizado que, enquanto substantivo masculino, malgrado indica um desagrado, descontentamento ou insatisfação com alguma coisa, sendo sinônimo de mau grado, má vontade, desagrado, descontentamento e insatisfação.

Exemplos com malgrado (substantivo):

  • A reunião, a malgrado do diretor, foi catastrófica.
  • O filho foi trabalhar no Canadá, para malgrado da mãe.

Palavras relacionadas: malgrado, grado.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também