De, do, da: como e quando usar?

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

De é uma preposição.
Do é a contração da preposição de com o artigo definido o (de + o = do).
Da é a contração da preposição de com o artigo definido a (de + a = da).

Exemplos com de

  • Eu gosto de você.
  • Ela toma conta de mim.
  • Eu me esqueci de tudo.

Exemplos com do

  • Eu gosto do Ricardo.
  • Ela toma conta do bebê.
  • Eu me esqueci do caderno.

Exemplos com da

  • Eu gosto da Míriam.
  • Ela toma conta da criança.
  • Eu me esqueci da mochila.

A diferença no uso da preposição simples de e das suas formas contraídas está relacionada com uma abordagem mais genérica (de) ou com uma abordagem mais específica (do e da). A presença do artigo definido faz com que haja uma particularização e individualização dos objetos e seres.

Eu gosto de bolo de chocolate. (de qualquer bolo de chocolate)
Eu gosto do bolo de chocolate da minha avó. (de um bolo de chocolate específico)

Meu filho é gerente de loja. (de qualquer loja)
Meu filho é gerente da loja Granitti. (de uma loja específica)

Isto é roupa de bebê. (de qualquer bebê)
Isto é roupa do bebê do vizinho do 2.º andar. (de um bebê específico)

Coesão ao usar de, do, da

Ao longo da oração, é importante haver coesão ao usar de, do e da. Havendo uma construção frásica com a presença do artigo definido o, deverá ser usada a forma contraída do. Havendo uma construção frásica com a presença do artigo definido a, deverá ser usada a forma contraída da. Não havendo a presença de um artigo definido, deverá ser usada a preposição de.

Com artigo:
O meu pai tem um carro novo.
O carro novo é do meu pai.

Com artigo:
A minha mãe tem um carro novo.
O carro novo é da minha mãe.

Sem artigo:
Meu pai tem um carro novo.
O carro novo é de meu pai.

Sem artigo:
Minha mãe tem um carro novo.
O carro novo é de minha mãe.

Com artigo:
A Gabriela é uma garota simpática.
Gosto muito da Gabriela.

Com artigo:
O Gabriel é um garoto simpático.
Gosto muito do Gabriel.

Sem artigo:
Gabriela é uma garota simpática.
Gosto muito de Gabriela.

Sem artigo:
Gabriel é um garoto simpático.
Gosto muito de Gabriel.

Contrações da preposição de

A preposição de sofre contração com artigos definidos, com artigos indefinidos, com pronomes pessoais e com pronomes demonstrativos.

Preposição de contraída com artigos definidos:

  • de + o = do
  • de + os = dos
  • de + a = da
  • de + as = das

Preposição de contraída com artigos indefinidos:

  • de + um = dum
  • de + uns = duns
  • de + uma = duma
  • de + umas = dumas

Preposição de contraída com pronomes demonstrativos:

  • de + este = deste
  • de + estes = destes
  • de + esta = desta
  • de + estas = destas
  • de + isto = disto
  • de + esse = desse
  • de + esses = desses
  • de + essa = dessa
  • de + essas = dessas
  • de + isso = disso
  • de + aquele = daquele
  • de + aqueles = daqueles
  • de + aquela = daquela
  • de + aquelas = daquelas
  • de + aquilo = daquilo

Preposição de contraída com pronomes pessoais:

  • de + ele = dele
  • de + eles = deles
  • de + ela = dela
  • de + elas = delas
     

Palavra relacionada: de.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também

De volta ou devolta De, do, da: como e quando usar? Debaixo ou de baixo