Inesplicável ou inexplicável

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A forma correta de escrita da palavra é inexplicável, com x.

  • amor inexplicável;
  • atitude inexplicável;
  • situação inexplicável.

A palavra inesplicável, com s, está errada. 

O adjetivo inexplicável indica alguma coisa que não tem explicação ou que é de difícil compreensão. Pode significar também algo que é imperscrutável e misterioso, bem como alguma coisa estranha e singular. 

Inexplicável é sinônimo de incompreensível, inalcançável, inconcebível, impenetrável, indecifrável, insondável, enigmático, esquisito, singular, entre outros.

Exemplos com inexplicável

  • O comportamento daquele aluno é inexplicável.
  • É inexplicável, mas fiquei perdida nas ruas da cidade onde sempre morei.
  • O enredo do filme que vi ontem é simplesmente inexplicável! Muito difícil de entender mesmo.

A palavra inexplicável pode também assumir a forma de um substantivo masculino, quando utilizada no seguinte contexto: “O inexplicável aconteceu!”.

Origem da palavra inexplicável

A palavra inexplicável tem a sua origem na palavra latina inexplicabilis devendo assim ser escrita com x na segunda sílaba e não com s: i-nex-pli-cá-vel.

Também com x deverão ser escritas todas as palavras da sua família:

  • inexplicavelmente;
  • inexplicabilidade;
  • explicação;
  • explicador;
  • explicativo;

Inexplicável: adjetivo comum de dois gêneros

Inexplicável é um adjetivo comum de dois gêneros, também chamado de uniforme, porque apresenta sempre a mesma forma, quer no gênero feminino, quer no gênero masculino:

  • o comportamento inexplicável;
  • um pessimismo inexplicável;
  • a atitude inexplicável;
  • uma alegria inexplicável.

Na língua portuguesa, os adjetivos terminados em -l são adjetivos comuns de dois gêneros:

  • inexplicável;
  • verossímil;
  • imprescindível;
  • pluvial;
  • amável;
  • azul;
  • fiel;
  • cordial;
  • banal;

Palavra relacionada: inexplicável.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também