Despender ou dispender

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A forma correta de escrita da palavra é despender, com e na primeira sílaba:

  • despender dinheiro;
  • despender tempo;
  • despender energia;
  • despender esforços.

A palavra dispender está errada, tal como dispendido e todas as formas conjugadas com i na primeira sílaba.

O verbo despender se refere principalmente ao ato de gastar, ter despesas ou dispêndio de dinheiro. Refere-se também ao ato de distribuir com liberalidade, ou seja, dar, espalhar, prodigalizar. Despender significa ainda o ato de empregar, usar ou aplicar alguma coisa na realização de outra.

Exemplos com despender

  • Ele despendeu todo o dinheiro que tinha em remédios para os seus avós.
  • É importante despendermos tempo com as pessoas que são importantes em nossas vidas.
  • Eu despendi todas as minhas energias tentando te ajudar, já não tenho mais forças!
  • Todo o esforço despendido foi em vão!

Origem do verbo despender

Embora o verbo despender tenha sua origem na palavra em latim dispendere, deverá ser escrito com a vogal e na primeira sílaba e não com a vogal i porque a sílaba dis sofreu evolução para des. 

O erro ocorre porque se estabelece, erradamente, uma relação com a palavra dispêndio. Contudo, dispêndio tem origem na palavra em latim dispendium, tendo havido evolução pela via culta.

O verbo despender é escrito com des na sílaba inicial (des-pen-der) e todas as formas conjugadas do verbo despender são, também, escritas com a sílaba des.

Verbo despender - Pretérito perfeito do indicativo:
(eu) despendi
(tu) despendeste
(ele) despendeu
(nós) despendemos
(vós) despendestes
(eles) despenderam

Verbo despender - Futuro do presente do indicativo:
(eu) despenderei
(tu) despenderás
(ele) despenderá
(nós) despenderemos
(vós) despendereis
(eles) despenderão

Verbo despender - Particípio:
despendido

Palavras relacionadas: despender, despendido.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também