À-vontade ou à vontade

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

À vontade, sem hífen, é a forma correta de escrita da locução.

Antes do Novo Acordo Ortográfico, as duas formas existiam - com e sem hífen - e estavam corretas. Após a entrada em vigor do atual acordo ortográfico, em janeiro de 2009, a palavra à-vontade, com hífen, passou a estar errada.

Enquanto locução adverbial, à vontade significa descontraidamente, confortavelmente, sem constrangimento, sem formalismo.

  • Fique à vontade!
  • Sinta-se à vontade!

Enquanto locução substantiva, à vontade significa desinibição, descontração, naturalidade, desembaraço.

  • Não tenho à vontade para falar com ele.
  • Quanto à vontade, hein?

À vontade: sinônimo de descontraidamente

À vontade, enquanto locução adverbial, atua como um advérbio, alterando o sentido do verbo.

Esta locução é muito utilizada para indicar uma pessoa que faz algo sem cerimônias, sem embaraço, sem vergonha, sem limites, ou seja, que faz algo a seu próprio gosto, comodamente.

É sinônima de descontraidamente, confortavelmente, sem constrangimento, sem formalismo.

Exemplos com à vontade com função de advérbio

  • Leve, à vontade, todos os livros que você quiser.
  • A alface pode ser comida à vontade por quem quer emagrecer.
  • Você pode falar à vontade com aquela professora porque ela é muito compreensiva.

À vontade: sinônimo de desinibição

À vontade, enquanto locução substantiva, atua como um substantivo. Atualmente é escrita sem hífen, mas era escrita com hífen antes do Novo Acordo Ortográfico (à-vontade).

É uma locução substantiva masculina, sendo quase sempre precedida de um determinante (um, o, nenhum, algum,...). Indica desinibição, descontração, naturalidade, desembaraço.

Exemplos com à vontade com função de substantivo

  • O à vontade dele provocou alguns constrangimentos.
  • Minha filha tem um grande à vontade no palco, dançando lindamente.
  • Não tenho à vontade para fazer o que você está pedindo.

O uso do hífen e o acordo ortográfico

À vontade já não se escreve com hífen porque, segundo o Acordo Ortográfico, não deverá ser utilizado hífen nas locuções substantivas, adjetivas, pronominais, adverbiais, prepositivas ou conjuncionais:

  • à vontade;
  • à toa;
  • dia a dia;
  • fim de semana;
  • sala de jantar;
  • cão de guarda;
  • cor de vinho;
  • café com leite;

Serão exceções a esta regra algumas locuções consagradas pelo uso, com significado próprio:

  • água-de-colônia;
  • arco-da-velha;
  • cor-de-rosa;
  • mais-que-perfeito;
  • pé-de-meia;
  • ao deus-dará;
  • à queima-roupa.

A vontade: o que significa?

A sequência a vontade, sem hífen e sem crase, também existe, sendo a simples junção do artigo definido a com o substantivo vontade.

  • A vontade era grande, mas o medo era maior.
  • A vontade dele era cursar medicina, mas não teve boas notas.

Palavra relacionada: vontade.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas