Estreme ou extreme

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As palavras extreme e estreme existem na língua portuguesa e estão corretas. Porém, seus significados são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. Ambas são formas verbais conjugadas na 1ª e na 3ª pessoa do singular do presente do subjuntivo e na 3ª pessoa do singular do imperativo. Extreme é a forma conjugada do verbo extremar, sinônimo de exaltar, enaltecer, notabilizar. Estreme é a forma conjugada do verbo estremar, sinônimo de delimitar, dividir, balizar. A palavra estreme pode ser ainda um adjetivo, significando alguma coisa que não apresenta mistura, ou seja, pura.

Exemplos:
É inevitável que eu me extreme sempre que defendo meus pontos de vista. (verbo extremar)
É essencial que ele estreme o bom do mau. (verbo estremar)
Apenas utiliza uma linguagem estreme, sem estrangeirismos. (adjetivo)

Estreme pode ser a forma conjugada do verbo estremar na 1ª e na 3ª pessoa do singular do presente do subjuntivo e na 3ª pessoa do singular do imperativo. O verbo estremar é formado a partir de derivação sufixal, ou seja, é acrescentado o sufixo verbal –ar à palavra estrema: estrema + -ar, devendo assim ser escrito com s na primeira sílaba. Este verbo se refere, principalmente, ao ato de demarcar espaços com sulcos na terra, ou seja, delimitar, dividir, balizar. Pode significar ainda o ato de separar escolhendo, de fazer distinções, de compreender o que antes era confuso, de encaminhar alguém para alguma coisa, de fazer nova compilação de textos ou música e de se tornar notável. Assim, é sinônimo de limitar, selecionar, distinguir, entender, remeter, recompilar, destacar-se, entre outros.

Presente do subjuntivo:
(Que eu) estreme
(Que tu) estremes
(Que ele) estreme
(Que nós) estrememos
(Que vós) estremeis
(Que eles) estremem

Imperativo:
(Eu) ---
(Tu) estrema
(Ele) estreme
(Nós) estrememos
(Vós) estremai
(Eles) estremem

Exemplos:
Tomara que ele estreme um sulco divisório entre nossos terrenos ainda hoje.

Estreme pode ser também um adjetivo significando alguma coisa que não apresenta mistura, sendo sinônimo de castiço, genuíno, puro e seleto. É um adjetivo de dois gêneros, ou seja, um adjetivo uniforme que apresenta sempre a mesma forma, quer no gênero feminino, quer no gênero masculino (a bebida estreme/o vinho estreme). Na língua portuguesa, os adjetivos terminados em –e são adjetivos uniformes: basculante, excelente, doce, triste, terrestre, leve, pobre, competente, entre outros.

Exemplo:
É um vinho estreme e genuíno, que foi certificado pelas entidades competentes.

Extreme é a forma conjugada do verbo extremar na 1ª e na 3ª pessoa do singular do presente do subjuntivo e na 3ª pessoa do singular do imperativo. O verbo extremar é também formado a partir de derivação sufixal, onde é acrescentado o sufixo verbal –ar à palavra extremo: extremo + -ar, devendo assim ser escrito com x na primeira sílaba. Este verbo se refere, principalmente, ao ato de fazer chegar ao extremo ou ao máximo, exaltando, enaltecendo, notabilizando. Pode significar ainda o ato de praticar alguma coisa em grande escala, de forma exagerada e desmedida, bem como significar também o ato de resumir, condensar e sintetizar alguma informação. Assim, é sinônimo de sublimar, distinguir, exceder-se, descomedir-se, condensar, compendiar, entre outros.

Presente do subjuntivo:
(Que eu) extreme
(Que tu) extremes
(Que ele) extreme
(Que nós) extrememos
(Que vós) extremeis
(Que eles) extremem

Imperativo:
(Eu) ---
(Tu) extrema
(Ele) extreme
(Nós) extrememos
(Vós) extremai
(Eles) extremem

Exemplos:
Não acho certo que ela extreme a desigualdade social existente na sociedade esbanjando dinheiro dessa forma.

As palavras estreme e extreme apresentam a mesma fonética, ou seja, são pronunciadas de forma igual, mas seus significados e escritas são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras homófonas. Na língua portuguesa, existem diversas palavras homófonas: estremar/extremar, consertar/concertar, cela/sela, sinto/cinto, cozer/coser, acento/assento,…

Palavras relacionadas: estreme, estremar, extremar.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também