Cedo ou sedo

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

Para se referir a tempo, o correto é cedo, com c. Contudo, a palavra sedo também existe na língua portuguesa.

Cedo é um advérbio de tempo que indica antecedência, brevidade e rapidez: Venha mais cedo amanhã.

Cedo é também uma forma conjugada do verbo ceder: Eu cedo o lugar a quem precisa.

Sedo é uma forma conjugada do verbo sedar: Eu sedo os pacientes antes das operações.

As formas verbais cedo e sedo apresentam pronúncias diferentes:
Cedo é pronunciado com vogal tônica fechada (ê).
Sedo é pronunciado com vogal tônica aberta (é).

Quando utilizar cedo (advérbio)?

O advérbio cedo deve ser utilizado principalmente para referir alguma coisa que se realiza com antecedência, prematuramente, antes do tempo certo ou da ocasião própria.

Refere-se também às primeiras horas do dia, ao alvorecer. Significa ainda algo que se realizará dentro de pouco tempo, em breve, logo, prontamente, rapidamente.

Exemplos com cedo (advérbio)

  • Volte para a cama, ainda é muito cedo.
  • Ela chegou mais cedo do que o esperado.
  • Detesto acordar cedo!
  • Hoje cedo encontrei seu avô na feira.
  • Por que você chegou tão cedo?
  • Como eu cheguei cedo à reunião, vou aproveitar para fazer um telefonema.
  • Sairemos amanhã cedo para não apanharmos trânsito.
  • Cedo chegará minha vez de triunfar!
  • Ainda é cedo para irmos para a escola.

O advérbio cedo, tendo sua origem na palavra em latim cito, deverá sempre ser escrito com c na primeira sílaba, nunca com s.

Quando utilizar cedo (forma verbal)?

Cedo é a forma conjugada do verbo ceder na 1.ª pessoa do singular do presente do indicativo - eu cedo - pronunciado com a vogal e fechada (ê). 

Ceder se refere ao ato de abrir mão de alguma coisa em prol de outra pessoa. Refere-se também a alguma coisa que perdeu sua força, que afrouxou.

Exemplos com cedo (forma verbal)

  • Eu cedo meu lugar no ônibus aos idosos.
  • Eu cedo sempre apenas para que você fique contente!
  • Você quer que eu ceda? Então eu cedo e você ganha logo essa discussão.

O verbo ceder tem sua origem na palavra em latim cedere, devendo assim ser escrito com c inicial.

Verbo ceder – Presente do indicativo:
(eu) cedo
(tu) cedes
(ele) cede
(nós) cedemos
(vós) cedeis
(eles) cedem

Quando utilizar sedo (forma verbal)?

Sedo é a forma conjugada do verbo sedar na 1.ª pessoa do singular do presente do indicativo - eu sedo - pronunciado com a vogal e aberta (é).

O verbo sedar se refere, principalmente, ao ato de acalmar, moderar e tranquilizar, ministrando um sedativo. Pode ainda indicar o ato de tornar macio como a seda, bem como ao ato de passar o linho pelo sedeiro, limpando-o.

Exemplos com sedo (forma verbal)

  • Eu, sendo o veterinário responsável, sedo todos os animais desta clínica.
  • Eu sedo os pacientes que se encontram em estados preocupantes de perturbação.
  • Deixa comigo, eu sedo o linho no sedeiro ainda hoje.

O verbo sedar poderá ter sua origem na palavra em latim sedare ou ser formado por derivação sufixal do substantivo seda mais o sufixo verbal -ar, devendo assim ser escrito com s inicial.

Verbo sedar – Presente do indicativo:
(eu) sedo
(tu) sedas
(ele) seda
(nós) sedamos
(vós) sedais
(eles) sedam

Para saber a diferença bem rápido e de forma divertida, assista ao vídeo abaixo:

Para aprofundar conhecimentos, veja também: Ceder ou seder.

Palavras relacionadas: cedo, ceder, sedar.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também