Muito ou muinto

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A forma correta de escrita da palavra é muito. A pronúncia correta da palavra é muinto. A palavra muito se refere a uma grande quantidade de alguma coisa, bem como a alguma coisa feita com muita intensidade, quantidade e frequência. Caso único na língua portuguesa, a palavra muito é pronunciada com um fonema nasal, sem ter qualquer marca gráfica que represente a nasalidade do ditongo ui. Deve-se à assimilação do traço nasal do fonema m, havendo uma extensão desse traço de nasalidade.

O fenômemo linguístico da assimilação da nasalidade de um fonema anterior ou posterior é frequente no português. Com exceção da palavra muito são considerados erros de ortoépia, ou seja, erro na correta articulação dos grupos vocálicos e dos fonemas consonantais, como é o caso da errada pronúncia de mendingo, em vez de mendigo. No caso da palavra muito, a pronúncia nasal está consagrada pelo uso, sendo a aceita pela norma culta.

No português existem marcas gráficas que indicam que a vogal ou o ditongo devem ser nasalados, como a utilização do til (como em irmã) e a escrita das consoantes n e m a seguir à vogal ou ditongo nasal (como em ruim). Contudo, na palavra muito não se verificam quaisquer marcas gráficas que justifiquem a nasalização. Este fato ocorre porque a nasalização da palavra é posterior à estabilização da evolução gráfica da mesma. Rimas em poesias de documentos antigos comprovam que não se nasalava o ditongo ui, sendo lido como gratuito e suicídio.

A palavra muito tem sua origem na palavra em latim multum, podendo ser um advérbio, um pronome indefinido ou um substantivo masculino. É sinônima de bastante, excessivo, desmedido, abundante, imenso, deveras, enorme, imensamente, excessivamente, frequentemente, extremamente, exageradamente, entre outros.

Exemplos:
Ele corre muito rápido!
Estou cheia, comi muito!
O diretor exige muito dos funcionários.
Você já está muito perto de concretizar seus objetivos.

Palavra relacionada: muito.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também