Abstinência ou abstenção

As duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. São palavras parecidas, mas que apenas são sinônimas em alguns dos seus sentidos. Assim, embora indiquem o ato de se abster, é possível diferenciar situações em que esses dois vocábulos são utilizados.

Para indicar renúncia de um dever ou direito, como o voto ou outro processo seletivo, apenas a palavra abstenção é correta:

  • abstenção eleitoral;
  • abstenção de voto;
  • abstenção de opinião;
  • abstenção no vestibular.

Para indicar privação voluntária no uso ou consumo de algo, como alimentos ou outras substâncias, as duas palavras podem ser utilizadas.

A palavra abstinência é mais utilizada para indicar privação voluntária de atividade sexual ou do consumo de alguma substância:

  • abstinência sexual;
  • abstinência alcoólica;
  • abstinência de drogas.

Contudo, a palavra abstenção também pode ser utilizada:

  • abstenção sexual;
  • abstenção alcoólica;
  • abstenção de drogas.

Uso preferencial de abstenção

Assim, o substantivo abstenção é usado preferencialmente para indicar renúncia e desistência no cumprimento de um dever ou rejeição de algo a que se tem direito.

Exemplos com abstenção:

  • A abstenção eleitoral foi de aproximadamente 20% do eleitorado.
  • Qual foi a porcentagem de abstenção no primeiro dia do vestibular?

Uso preferencial de abstinência

Já o substantivo abstinência é usado preferencialmente para indicar uma privação do consumo de certos produtos, do uso de determinadas substâncias e da prática de relações sexuais. Essa privação pode ser voluntária ou imposta por motivos religiosos e sociais.

Exemplos com abstinência:

  • O padre apregoou a abstinência sexual na missa.
  • Acho que estou sofrendo sintomas de abstinência de açúcar no meu corpo por causa da nova dieta.

Outras dúvidas