Forma ou fôrma

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As palavras forma e fôrma existem na língua portuguesa e estão corretas

Apesar do vocabulário ortográfico da Academia Brasileira de Letras não reconhecer a palavra fôrma, a utilização do acento circunflexo é facultativa nesse substantivo desde a entrada em vigor do atual acordo ortográfico.

Quando usar forma e fôrma?

As palavras fôrma e forma (com a vogal o fechada - ô) podem ser usadas como sinônimo de molde:

  • forma de bolo;
  • fôrma de bolo;
  • forma de silicone;
  • fôrma de silicone.

A palavra forma (com a vogal o aberta - ó) pode ser usada como sinônimo de formato, modo, tipo, condição,… 

  • forma física;
  • forma geométrica;
  • forma própria;
  • forma certa.

A palavra forma (com a vogal o aberta - ó) pode ser usada também como uma forma conjugada do verbo formar:

  • ele forma;
  • ela forma;
  • você forma.

Exemplos com fôrma ou forma (ô)

  • Você tem alguma forma de bolo para me emprestar?
  • Você tem alguma fôrma de bolo para me emprestar?
  • Este sapato tem uma forma pequena.
  • Este sapato tem uma fôrma pequena.

Exemplos com forma (ó)

  • Sua boa forma é invejável!
  • Mexer, com x, é a forma correta de escrita desta palavra.
  • Ele te uma forma própria de fazer as coisas.

Exemplos com forma (ó - verbo formar)

  • A professora forma a fila dos alunos no pátio da escola.
  • Esta empresa forma os funcionários durante um mês todos os anos.
  • Seu comportamento forma o caráter do seu filho.

O acento diferencial e o novo acordo ortográfico

Antigamente, o acento circunflexo era usado para diferenciar a palavra forma (o aberto) da palavra fôrma (o fechado). Contudo, a reforma ortográfica de 1971 aboliu a utilização de acentos diferencias, como em fôrma e forma, almôço e almoço, comêço e começo,… 

Assim, deixou de haver, na escrita, diferenciação entre forma (ô) e forma (ó), sendo a distinção das mesmas feita na oralidade e de acordo com o contexto da frase.

Contudo, segundo o atual acordo ortográfico, o acento diferencial passou a ser facultativo, ou seja, podemos escrever fôrma ou forma (ô) para indicar um molde ou recipiente.

Muitos defendem a necessidade da utilização do acento e outros defendem que se consegue fazer a distinção pelo contexto, devendo o acento ser utilizado apenas em caso de ambiguidade.

Este último acordo ortográfico possibilita a existência de diversos acentos diferenciais facultativos:

  • fôrma e forma;
  • dêmos e demos;
  • amámos e amamos;
  • andámos e andamos;

Palavras relacionadas: forma, fôrma.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também