Dis ou diz

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A forma correta de escrita da palavra é diz, com z. Diz é uma forma verbal do verbo dizer, também escrito com z. A forma verbal dis, com s, está errada.

Diz é a forma conjugada do verbo dizer na 3.ª pessoa do singular do presente do indicativo (ele diz) ou na 2.ª pessoa do singular do imperativo afirmativo (diz tu).

Verbo dizer - Presente do indicativo:
(eu) digo
(tu) dizes
(ele) diz
(nós) dizemos
(vós) dizeis
(eles) dizem

Verbo dizer - Imperativo afirmativo:
--- (eu)
diz (tu)
diga (você)
digamos (nós)
dizei (vós)
digam (vocês)

Exemplos com diz (presente do indicativo)

  • O pai diz que não quer ir agora.
  • O bilhete diz que ele voltará em breve.
  • Isso não me diz absolutamente nada.

Exemplos com diz (imperativo)

  • Diz isso outra vez! Quero ver se tens coragem!
  • Diz logo o que tens a dizer, por favor.
  • Diz a verdade!

Conjugação de formas verbais irregulares

A forma verbal diz é uma forma verbal irregular, porque não segue o padrão das terminações verbais dos verbos regulares.

A alteração que ocorre na forma verbal diz ocorre também em outros verbos irregulares.

São escritas com z quando o verbo no infinitivo é escrito com z:

  • verbo dizer: ele diz
  • verbo fazer: eu fiz, ele faz, ele fez
  • verbo trazer: ele traz

São escritas com s quando o verbo no infinitivo não é escrito com z:

  • verbo querer: eu quis
  • verbo pôr: eu pus, ele pôs

O prefixo dis-

Embora não exista a forma verbal dis, existe o prefixo dis-, usado na formação de palavras.

Enquanto prefixo latino, indica separação, negação ou diminuição:

  • dissemelhança
  • dissociar
  • dissentir
  • dissolver
  • discordar

Enquanto prefixo grego, indica perturbação ou dificuldade e a noção de duas vezes:

  • disfasia
  • disritmia
  • displasia
  • dissimetria
  • dístico
  • dissílabo

Palavra relacionada: dizer.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também