Uso de pois

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A palavra pois é, maioritariamente, uma conjunção coordenativa, ligando orações independentes. Pode, contudo, ser também um advérbio.

As dúvidas no uso de pois estão relacionadas com a diversidade de sentidos que apresenta e no uso da vírgula antes ou depois da palavra.

Conjunção pois

A conjunção pois liga orações sintaticamente semelhantes. Conforme a ideia que transmite, pode ser conclusiva, explicativa ou adversativa.

Conjunção conclusiva

Transmite uma ideia de conclusão, sendo sinônima de: logo, portanto, assim, por isso, dessa forma,...

  • Agora que você já chegou, devo, pois, ir embora.
  • Como o almoço já está pronto, podemos, pois, começar a comer.

Conjunção explicativa

Transmite uma ideia de explicação, sendo sinônima de: porque, visto que, uma vez que, dado que,...

  • Não posso te levar ao médico, pois estou trabalhando.
  • Liguei, pois quero te fazer uma pergunta.

Conjunção adversativa

Transmite uma ideia de oposição, sendo sinônima de: mas, porém, contudo, todavia, no entanto,...

  • Você está nos esperando? Pois nós não vamos!
  • Vai continuar falando? Pois eu não em acredito em nada do que você diz!

Pois e porque

Podemos assim verificar que pois e porque só são conjunções sinônimas quando indicam a explicação ou justificativa de alguma coisa.

  • Venha só amanhã, pois já estou de saída.
  • Venha só amanhã, porque já estou de saída.

Pois e a vírgula

A conjunção pois é habitualmente acompanhada de vírgulas quando se localiza no meio ou no fim da oração.

Quando pois tem um sentido explicativo, sinônimo de porque, a vírgula deverá ser usada antes da conjunção. 

  • Eu tive nota dez na prova, pois estudei mesmo muito.
  • Estou indo para casa, pois já estou cansada de esperar.

Quando pois tem um sentido conclusivo, sinônimo de portanto, a vírgula deverá ser usada antes e depois da conjunção.

  • Deverá, pois, esperar por mim.
  • Deverá, pois, ter mais calma.

Advérbio pois

O advérbio pois é sinônimo de: realmente, de fato, de verdade, com efeito. Como advérbio, geralmente antecede uma pergunta. Com esse sentido, é usado também como partícula expletiva, ou seja, como um complemento de realce.

  • Você ainda não chegou, pois não?
  • Minha mãe pediu uma água de coco, pois não pediu?

Pois não, pois sim, pois é

As expressões pois não, pois sim e pois é são comumente utilizadas na linguagem cotidiana.

Pois não é uma expressão de cortesia, que indica solicitude e confirmação.
— Você pode me ajudar?
— Pois não, o que precisa?

Pois sim expressa dúvida, desconfiança e discordância.
— Eu sou o mais inteligente da minha turma.
— Pois sim...

Pois é indica concordância, sendo uma expressão de reforço.
— Ele é péssimo aluno.
— Pois é!

Pois e pôs: não confundir!

A confusão entre a conjunção pois e a forma verbal pôs ocorre devido à proximidade de pronúncia que apresentam.

Pôs é a forma conjugada do verbo pôr na 3.ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo: ele pôs. Pode ser substituída por: colocou, guardou, depositou,...

  • Você sabe onde ele o pôs o livro?
  • O zagueiro pôs a mão na bola.

Palavra relacionada: pois.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também