Umbigo, embigo ou imbigo

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A forma mais correta e socialmente aceita de escrita da palavra é umbigo, com u inicial. A palavra imbigo está errada e a palavra embigo é uma antiga forma popular da palavra umbigo.

O substantivo masculino umbigo indica, principalmente, a cicatriz que temos na nossa barriga resultante do corte do cordão umbilical. Pode indicar também qualquer tipo de relevo ou de saliência que tenha um formato semelhante ao umbigo humano. Refere-se ainda a um ponto central, nuclear.

Exemplos com umbigo

  • O umbigo do bebê cicatrizou rapidamente.
  • Aquele menino tem um umbigo para fora.
  • Quando eu era jovem, eu usava um piercing no umbigo.
  • Ela passou o dedo pelo umbigo da laranja antes de descascar a fruta.
  • Cientistas investigam a temperatura do umbigo da Terra.

Umbigo é, assim, sinônimo de protuberância, saliência, abatimento, concavidade, depressão, centro e núcleo, entre outros.

Formação da palavra umbigo

A palavra umbigo tem sua origem na palavra em latim umbilicu, sendo assim escrita com u na primeira sílaba: um-bi-go. Também as palavras cognatas de umbigo deverão ser escritas com u inicial:

  • umbilical;
  • umbigada;
  • umbilicado;
  • umbigueira;
  • umbigueiro;

Imbigo: erro de ortoépia

Existe uma parte da fonética que trata da correta articulação dos grupos vocálicos e dos fonemas consonantais. Chama-se ortoépia.

Imbigo é considerado um erro de ortoépia porque erradamente se pronuncia a vogal i como vogal inicial em vez da vogal u.

Umbigo: verbo umbigar

Umbigo é também a forma conjugada do verbo umbigar na 1.ª pessoa do singular do presente do indicativo: eu umbigo. Indicando o ato de bater com o umbigo, o verbo umbigar tem um uso muito reduzido.

Exemplo: Sempre que eu salto sem atenção para a piscina, eu umbigo na água.

Palavra relacionada: umbigo.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também