Protestar, pretestar ou pretextar

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As palavras protestar e pretextar existem na língua portuguesa e estão corretas. Contudo, estas duas palavras são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. A palavra pretestar está errada. Protestar se refere ao ato de realizar um protesto, uma reclamação. Pretextar se refere ao ato de alegar como pretexto, como desculpa.

Protestar tem sua origem na palavra em latim protestare, devendo assim ser escrito com o na primeira sílaba e s na segunda sílaba. É um verbo e se refere ao ato de realizar um protesto, ou seja, reclamar, se insurgir, se manifestar, reivindicar, discordar. Significa também o ato de afirmar solenemente, de se comprometer, de prometer alguma coisa a alguém.

Exemplos:
Os trabalhadores protestaram contra as más condições laborais.
Ativistas irão protestar nas principais avenidas da cidade.
Protesto a todos vocês que cumprirei o prometido.

Pretextar é um verbo formado a partir de derivação sufixal, ou seja, é acrescentado um sufixo a uma palavra já existente, alterando o sentido da mesma. Neste caso, temos a palavra pretexto mais o sufixo verbal – ar. Por sua vez, a palavra pretexto tem sua origem na palavra em latim praetextus, devendo assim ser escrita com e na primeira sílaba e x na segunda sílaba. Refere-se ao ato de alegar como pretexto, como desculpa.

Exemplos:
O aluno faltou ao teste, pretextando doença.
Irá pretextar suas falhas com o quê?

As palavras protestar e pretextar são escritas de forma parecida e são pronunciadas de forma parecida, mas os seus significados são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras parônimas. Na língua portuguesa, existem diversas palavras parônimas: protestar/pretextar, tráfego/tráfico, cumprimento/comprimento, eminente/iminente, descrição/discrição, evasão/invasão, entre outras.

Palavras relacionadas: protestar, pretextar.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também

Protege ou proteje Protestar, pretestar ou pretextarProtocolizar ou protocolar