Prescrito ou proscrito

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

Estas duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Porém, seus significados são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. A palavra prescrito se refere a algo que foi explicitamente ordenado ou que passou da validade. A palavra proscrito se refere a alguém que foi exilado ou a algo que foi proibido ou abolido.  

O adjetivo prescrito tem sua origem na palavra em latim praescriptus e é o particípio do verbo prescrever. Prescrito é sinônimo de ordenado, determinado, estabelecido, regulado e preceituado, bem como de vencido, expirado, passado e caducado, entre outros.

Exemplos:

  • Este remédio foi prescrito pelo médico da minha mãe. (receitado)
  • A vacinação é obrigatória, foi prescrita pelo governo. (ordenada)
  • Ambas as partes aceitaram que o tratado estava prescrito. (sem validade)
  • Dentro de cinco dias o contrato tratado estará prescrito. (sem validade)

O adjetivo proscrito tem sua origem na palavra em latim proscriptus e é o particípio do verbo proscrever. Proscrito é sinônimo de exilado, banido, expatriado, desterrado, proibido, censurado, abolido, extinto e suprimido, entre outros.

Exemplos:

  • O jornalista foi proscrito de seu país natal, tendo que se refugir no estrangeiro. (exilado)
  • Aquele livro foi proscrito pela censura por ser muito subversivo. (proibido)
  • Os trabalhadores viram seus direitos proscritos. (suprimidos)

As palavras prescrito e proscrito são escritas de forma parecida e são pronunciadas de forma parecida, mas os seus significados são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras parônimas. Na língua portuguesa, existem diversas palavras parônimas: prescrito/proscrito, diferido/deferido, discriminar/descriminar, iminente/eminente, retificar/ratificar, cumprimento/comprimento, precedente/procedente, entre outras.

Palavras relacionadas: prescrito, proscrito.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também