Prefixo pós: com hífen ou sem hífen?

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

O atual acordo ortográfico trouxe várias alterações às regras de hifenização da língua portuguesa, definindo uma regra base para ser seguida nos casos de prefixação.

O prefixo pós, contudo, não segue essa regra, seguindo uma regra específica.

Quando usar pós- com hífen?

O prefixo pós deverá ser escrito com hífen sempre que for tônico e autônomo da segunda palavra. É fácil de identificar essa situação porque, nesses casos, o prefixo é escrito com acento agudo.

Exemplos com hífen:

  • pós-graduação;
  • pós-graduado;
  • pós-doutorado;
  • pós-guerra;
  • pós-natal;
  • pós-operatório;
  • pós-tônico;
  • pós-datado;
  • pós-venda;
  • pós-morte;
  • pós-medieval;
  • pós-adolescência;
  • pós-apostólico;
  • pós-classicismo;
  • pós-impressionista;
  • pós-modernista;
  • pós-eleitoral;
  • pós-nupcial;
  • pós-diluviano;

Quando usar pos- sem hífen?

O prefixo pos- deverá ser escrito sem hífen sempre que o prefixo for átono e sem autonomia fonética em relação à segunda palavra. Esses casos são facilmente identificáveis porque, nesses casos, o prefixo é escrito sem acentuação gráfica.

Exemplos sem hífen:

  • pospor;
  • posposição;
  • posposto;
  • poscéfalo;
  • posfácio;
  • posterior;
  • posponto;
  • postergar;

Saiba mais: prefixos pró- e pré-

Os prefixos pró- e pré- seguem a mesma regra do prefixo pós-:

  • Usa-se hífen sempre que os prefixos forem tônicos e autônomos da segunda palavra: pró-vida e pré-adolescente.
  • Não se usa o hífen quando estes prefixos forem átonos e dependentes da segunda palavra: propor e predefinir.

Outros prefixos: regra base de hifenização

Embora o prefixo pós- não siga a regra base de prefixação estabelecida pelo novo acordo ortográfico, é importante conhecê-la: o hífen é utilizado quando o prefixo termina com a mesma letra que começa a segunda palavra ou quando a segunda palavra começa com h. 

Nos restantes casos, o prefixo é escrito junto à palavra já existente. Quando o prefixo termina em vogal e a segunda palavra começa com as consoantes r ou s, estas consoantes deverão ser escritas de forma duplicada: ss e rr.

Exemplos com hífen:

  • auto-organização;
  • contra-ataque;
  • anti-inflamatório;
  • sobre-humano;
  • micro-ondas;

Exemplos sem hífen:

  • autorretrato;
  • antissocial;
  • autoestima;
  • infraestrutura;
  • contraproposta;
  • anticoncepcional;
  • sobreaviso;

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também