Sinais de pontuação

Carolina Sueto Moreira
Carolina Sueto Moreira
Professora de Português

Os sinais de pontuação são sinais gráficos que promovem a separação entre elementos do texto. Eles melhoram a clareza, já que ajudam a exprimir na escrita pausas, entonação e emoções presentes na oralidade.

Principais sinais de pontuação

Existem diversos sinais de pontuação, que podem ser divididos em sinais de separação e de entonação. São eles:

Ponto-final [ . ]

É utilizado no fim de frases declarativas (que fazem uma afirmação sobre um assunto) ou imperativas (que expressam um pedido ou uma ordem). Depois dele, inicia-se com letra maiúscula.

O ponto também serve para marcar abreviatura. Nesse caso, continua-se com letra minúscula, a não ser que a palavra seguinte seja um nome próprio. Se a abreviatura estiver no final da frase, usa-se apenas um ponto.

Frases com ponto-final

  • Gosto de morar nesta cidade. (frase declarativa)
  • Flávio não toma café da manhã. (frase declarativa)
  • Faça uma revisão antes de entregar o texto. (frase imperativa)
  • Traga-me um suco de laranja, por favor. (frase imperativa)
  • Entreguei meu trabalho para o prof. de matemática. (uso de abreviatura)
  • Comprei frutas: banana, maçã, uva, etc. (uso de abreviatura)

Veja também: Quando usar ponto-final.

Ponto de interrogação [ ? ]

É utilizado para indicar perguntas. Depois dele, inicia-se normalmente com letra maiúscula.

Frases com ponto de interrogação

  • Você sabe que dia é hoje?
  • O João já comprou aquele computador?
  • Terminou de ler o livro ontem, como prometeu?

Nas perguntas indiretas não se usa ponto de interrogação, mas ponto-final. Isso acontece porque nesse caso não se questiona alguém abertamente, mas se faz uma insinuação sobre uma dúvida ou uma pergunta.

Frases com perguntas indiretas

  • Queria saber o que Manuela está pensando.
  • Estou curiosa sobre sua formação.
  • Pedro perguntou onde está o bolo que deixou na geladeira.

Veja também: Quando usar ponto de interrogação.

Ponto de exclamação [ ! ]

É utilizado para indicar alegria, surpresa, raiva, espanto, susto, medo. Depois dele, inicia-se normalmente com letra maiúscula.

Frases com ponto de exclamação

  • Achei a resposta! (ponto de exclamação indicando alegria)
  • Eu não esperava que você se lembrasse do meu aniversário! (ponto de exclamação indicando surpresa)
  • Não acredito que você esqueceu o presente! (ponto de exclamação indicando raiva)
  • Puxa! Assim você me assusta! (ponto de exclamação indicando susto)
  • Eu não quero entrar aí! Está escuro! (ponto de exclamação indicando medo)

É possível usar o ponto de exclamação junto com o ponto de interrogação para indicar indignação, descrédito ou espanto acompanhado de dúvida. Nesse caso, é comum que a interrogação venha primeiro, seguida da exclamação. É um recurso muito utilizado em quadrinhos.

Frases com os pontos de interrogação e exclamação

  • Quê?!
  • Você explodiu o laboratório?!
  • Ficou maluco?!

Veja também: Quando usar ponto de exclamação.

Reticências [ ... ]

São utilizadas para demonstrar pensamento incompleto, incerteza, timidez, mudança da linha de raciocínio. Em diálogo, indicam o silêncio ou a interrupção de um dos participantes.

Frases com reticências

  • Seria melhor se eu ligasse para o Ped... (reticências indicando pensamento incompleto)
  • Não sei... Será que eu gosto desse lugar? (reticências indicando incerteza)
  • A senhora... quero dizer, você gosta da ideia? (reticências indicando timidez)
  • Precisamos... ou melhor, eu preciso ir ao supermercado. (reticências indicando mudança da linha de raciocínio)
  • — Joaquim, eu poderia... 
    — Não me interrompa! 
    — ...
    (reticências indicando interrupção de um dos participantes do diálogo e depois o silêncio deste participante)

As reticências podem ou não encerrar o período: isso depende da intenção do escritor. Por isso, a frase que vem depois delas pode ser iniciada com maiúscula ou com minúscula.

Vírgula [ , ]

É usada em vários contextos e com diversas funções, como estabelecer uma pausa, introduzir uma explicação ou separar elementos. Veja uma lista das situações em que a vírgula é obrigatória. A seguir, veja explicação e exemplos de cada uma das situações.

A vírgula é obrigatória:

  • antes de mas, porém, portanto, por isso e outras conjunções;
  • para separar enumerações;
  • para separar vocativos;
  • para separar explicações e expressões explicativas;
  • para separar noção de modo, tempo e outras circunstâncias;
  • para separar ideias intercaladas;
  • para separar local e data;
  • para indicar a retirada de um termo.

Vírgula antes de mas, porém, portanto, por isso, e outras conjunções

As conjunções coordenativas (mas, porém, todavia, contudo, no entanto, entretanto, portanto, por isso, logo, pois, etc.) introduzem uma segunda ideia ao texto. Por isso, antes delas, na divisão entre as duas orações, é necessário usar vírgula.

  • O tempo estava fechado, mas esqueci de levar o guarda-chuva.
  • Fez calor durante a noite, portanto deixamos as janelas abertas.
  • Laura comeu uma maçã antes do almoço, pois estava com muita fome.

Vírgula para separar enumerações

Ao fazer uma lista de palavras ou de frases, é importante separar os elementos com vírgulas.

  • Trouxemos bolo, docinhos, salgadinhos e suco para a festa. (vírgula separando palavras)
  • Festas, amigos, contato social, tudo ficou distante com o isolamento provocado pela pandemia. (vírgula separando palavras)
  • Acordou, lavou o rosto, fez o café. (vírgula separando frases)
  • Gosto de passear no parque, fazer piquenique, ter contato com a natureza. (vírgula separando frases)

Vírgula para separar vocativo

O vocativo ou chamamento é o termo usado para se dirigir a alguém em uma conversa. Se ele vier no início ou no fim da frase, usa-se uma vírgula para separá-lo. Se vier no meio, é preciso escrevê-lo entre duas vírgulas.

  • Márcio, atenda o telefone! (vocativo no início da frase)
  • Precisamos de mais tempo para terminar este trabalho, professora. (vocativo no fim da frase)
  • Olá, Margarida, seja bem-vinda! (vocativo no meio da frase)

Vírgula para separar explicações e expressões explicativas

No texto, as explicações devem vir depois de vírgula, caso estejam no final da frase, ou entre vírgulas, se estiverem no meio da frase. Também é possível introduzir a explicação com uma expressão, como “ou seja”, “por exemplo” ou “isto é”. Neste caso, a expressão fica separada por duas vírgulas.

  • Não quero tomar injeção, porque dói. (ideia explicativa no fim da frase)
  • Daniel, amigo do meu irmão, virá almoçar hoje. (ideia explicativa no meio da frase)
  • Fabíola, que mora perto da minha casa, me dá carona para o trabalho. (ideia explicativa no meio da frase)
  • É importante que a população vote, ou seja, ela não pode se abster. (expressão explicativa separada por vírgulas)
  • “Ensaio sobre a cegueira”, por exemplo, é um clássico da literatura em língua portuguesa. (expressão explicativa separada por vírgulas)
  • Estudar diariamente, isto é, não deixar conteúdo acumulado, ajuda na hora de aprender. (expressão explicativa separada por vírgulas)

Vírgula para separar noção de tempo, modo e outras noções adverbiais

Noções adverbiais são aquelas em que se exprime ideia de tempo, modo, causa, consequência, finalidade, etc. Se a noção adverbial vier no início ou no meio da frase, é necessário separá-la com vírgula. Se ela vier no final da frase, a vírgula é opcional.

  • No verão passado, passeamos por Salvador. (ideia de tempo no início da frase)
  • Se Geraldo prefere chocolate, vamos levar um bolo desse sabor. (ideia de condição no início da frase)
  • Vou levar, mesmo gostando de morango, o sorvete de chocolate. (ideia de concessão no meio da frase)
  • Não se esqueça, ao sair, de levar o lixo. (ideia de tempo no meio da frase)

Vírgula para separar ideias intercaladas

Ideias intercaladas são aquelas colocadas entre os elementos de uma frase, com o objetivo de apresentar um comentário ou uma explicação. Elas devem ser escritas entre vírgulas.

  • Você, se não me engano, tinha um papagaio até ano passado.
  • É importante, disse o professor, que vocês entendam o contexto.
  • Observem, expliquei, que é o formato das asas e das antenas que diferencia borboletas e mariposas.

Vírgula para separar local e data

Em cartas, bilhetes, ofícios e outros gêneros textuais, é importante dar a informação do local e da data em que o texto foi produzido. Nesse caso, separa-se o a cidade da data com vírgula.

  • Belo Horizonte, 19 de novembro de 2020.
  • Rio de Janeiro, 10/05/2012
  • Lisboa, jan./16

Vírgula para indicar a retirada de um elemento da frase

Para evitar a repetição, pode-se retirar uma palavra ou expressão da frase. No lugar dela, coloca-se uma vírgula, indicando a retirada.

  • Eu gosto de pizza de calabresa; Pedro, de bacon e milho.
  • Algumas pessoas preferem comédias; outras, suspense.
  • Camila fez brigadeiro; Luísa, bolo de morango.

Como a vírgula não encerra a frase, depois dela utiliza-se letra minúscula.

Veja também: Uso da vírgula.

Ponto e vírgula [ ; ]

É usado para separar elementos em uma lista, itens de um artigo de lei, decreto ou regulamento. Usa-se também para separar orações coordenadas nas quais já exista vírgula, para evitar a repetição. As orações coordenadas são aquelas que têm sentido completo e podem ser ligadas por vírgula ou por conectivo (mas, porque, por isso, etc.).

Frases com ponto e vírgula

  • Emília não gostou da decisão; precisava, no entanto, aceitá-la. (frase com orações coordenadas)
  • Comprar: 
    - Arroz;
    - Feijão;
    - Óleo;
    - Sal. (lista)
  • § 2º O exercício direto do poder pelo povo no Município se dá, na forma desta Lei Orgânica, mediante: 
    I - plebiscito;
    II - referendo;
    III - iniciativa popular no processo legislativo;
    IV - participação na administração pública;
    V - ação fiscalizadora sobre a administração pública. (item da Lei Orgânica do município de Belo Horizonte)

Em listas, decretos e leis, o uso de letra maiúscula é preferencial, mas não obrigatório. Nas orações coordenadas, a palavra que vem depois do ponto e vírgula é escrita com inicial minúscula.

Veja também: Ponto e vírgula: como usar?

Dois-pontos [ : ]

São usados para marcar diálogo, citação, enumeração, explicação e comentário. Nos casos explicativos, podem ser substituídos por “porque” ou outro conectivo semelhante. Depois deles usa-se inicial minúscula. Ao introduzir diálogo ou citação, normalmente os dois-pontos vêm acompanhados de verbos dicendi ("falar", "afirmar", "perguntar", etc.). Nesses casos, para marcar a voz do personagem, usam-se aspas ou travessão. 

Frases com dois-pontos

  • Juliana disse: 
    — Queria estar de férias. (frase em que ocorre diálogo)
  • Em entrevista, o secretário afirmou: “não descansaremos enquanto não resolvermos o problema”. (frase em que ocorre citação)
  • Acrescentar na lista de compras: batata, tomate e cebola. (frase em que ocorre enumeração)
  • Não se esqueça do casaco: a meteorologia disse que vai esfriar. (frase que indica explicação)
  • A personagem da história precisava de ajuda para fazer uma boa ação: salvar um dos últimos exemplares de baleia. (frase em que ocorre comentário)

Veja também: Quando usar dois-pontos.

Travessão [ — ]

É usado para indicar fala de personagem em diálogos, separar ideias e frases explicativas e isolar palavras e expressões, para destacá-las. Nos diálogos, quando inicia o parágrafo, é seguido por inicial maiúscula. Nas outras situações, usa-se minúscula.

Frases com travessão

  • Marcela perguntou: 
    — Você tem um real aí? (frase em que ocorre diálogo)
  • O ser humano — como diria Rousseau — é corrompido pela sociedade. (frase em que ocorre ideia explicativa)
  • Ele era tão metódico que repetia — diariamente — todos os procedimentos do laboratório. (frase em que é isolada uma palavra, para destacá-la)

Parênteses [ ( ) ]

São usados para indicar explicação ou comentário dentro do texto. Podem ser substituídos por vírgulas ou travessões. Em textos acadêmicos, os parênteses são usados para indicar o nome do autor e o ano de publicação de uma obra.

Frases com parênteses

  • O homem (que é mortal) julga-se imortal. (frase em que ocorre uma explicação)
  • Espero que você leia o livro (eu me diverti muito com ele). (frase em que ocorre um comentário)
  • “O que a memória ama, fica eterno” (PRADO, 1976). (frase em que os parênteses indicam o nome do autor e a data de publicação)

Aspas [ " " ]

São usadas para indicar citações e para destacar uma palavra ou expressão coloquial, estrangeira ou sobre a qual se faz alguma observação. Coloca-se entre aspas também o título de uma obra citada no texto.

Frases com aspas

  • “Gosto de dizer ainda que a escrita é para mim o movimento de dança-canto que o meu corpo não executou, é a senha pela qual eu acesso o mundo” (Conceição Evaristo). (frase em que ocorre citação)
  • O livro “A revolução dos bichos” foi indicado para a prova. (frase em que é citado o nome de uma obra)
  • A palavra “extremo” é classificada como adjetivo. (frase em que se destaca uma palavra)

Como as aspas não finalizam oração, devem ser respeitadas as regras de uso de maiúsculas no nome das obras e no início da oração.

O uso das aspas simples [ ' ' ]

As aspas simples devem ser utilizadas em uma citação dentro da qual há aspas, ou seja, para indicar aspas dentro de aspas.

Frases com aspas simples

  • O título do conto era “Aperte o ‘play’”.
  • “Muitas pessoas estão se perguntando de onde vem e se está ‘de acordo’ com a gramática do português” (Marcos Bagno).
  • Segundo o professor, “a palavra ‘verbo’ remete ao latim”.

Veja também: "Aspas": o que é? Como usar?

Palavras relacionadas: pontuação, ponto, exclamação, interrogação, vírgula, ponto e vírgula, dois-pontos, travessão, aspas.

Atualizado em
Carolina Sueto Moreira
Carolina Sueto Moreira
Professora, revisora e estudante de tradução. Licenciada pela UFMG. Trabalha com produção de conteúdos desde 2016.

Outras dúvidas

Veja também