Podiam ou poderiam

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Ambas são formas conjugadas do verbo poder na 3ª pessoa do plural. Estão, contudo, conjugadas em diferentes tempos verbais. Podiam está no pretérito imperfeito do indicativo e poderiam está no futuro do pretérito do indicativo. O verbo poder tem uma origem incerta, podendo ter vindo da palavra em latim potere e se refere ao ato de ter capacidade, direito, autoridade, força, sendo sinônimo de conseguir, controlar, aguentar, suportar, tolerar, entre outros.

O pretérito imperfeito do indicativo se refere a um fato ocorrido no passado, mas que não foi completamente terminado. Expressando, assim, uma ideia de continuidade, de duração no tempo. Pode ser utilizado com sentido de futuro do pretérito para indicar uma ação que seria consequente de outra que acabou por não acontecer, ou seja, uma condição ou um desejo.

Pretérito imperfeito do indicativo:
(Eu) podia
(Tu) podias
(Ele) podia
(Nós) podíamos
(Vós) podíeis
(Eles) podiam

Exemplos:
Se eu ganhasse aquele dinheiro, meus filhos podiam comprar um piano.

O futuro do pretérito do indicativo se refere a um fato que poderia ter acontecido posteriormente a uma situação passada. É utilizado para indicar uma ação que é consequente de outra, encontrando-se condicionada.

Futuro do pretérito do indicativo:
(Eu) poderia
(Tu) poderias
(Ele) poderia
(Nós) poderíamos
(Vós) poderíeis
(Eles) poderiam

Exemplos:
Se eu ganhasse aquele dinheiro, meus filhos poderiam comprar um piano.

Palavra relacionada: poder.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também