Pode ou pôde

Estas duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Pode e pôde são formas conjugadas do verbo poder. Pode está conjugado no presente: Agora ele pode. Pôde está conjugado no passado: Ontem ele pôde. Poder significa ter capacidade, direito, autoridade, sendo sinônimo de conseguir, controlar, aguentar, suportar e tolerar, entre outros.

Exemplos:

  • Hoje, meu filho pode ajudar você.
  • Ontem, meu filho pôde ajudar você.
  • Agora, ela não pode sair.
  • Ontem ela não pôde sair.

Pode é a forma do verbo poder conjugada na 3.ª pessoa do singular do presente do indicativo. Indica uma ação que ocorre no exato momento em que se narra a ação.

Verbo poder – Presente do indicativo:
(Eu) posso
(Tu) podes
(Ele) pode
(Nós) podemos
(Vós) podeis
(Eles) podem

Exemplos:

  • Será que ela pode sair hoje mais cedo do emprego?
  • Você pode me ajudar aqui, por favor?

Pôde é a forma do verbo poder conjugada na 3.ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo. Indica uma ação que ocorreu num determinado momento do passado.

Verbo poder – Pretérito perfeito do indicativo
 (Eu) pude
(Tu) pudeste
(Ele) pôde
(Nós) pudemos
(Vós) pudestes
(Eles) puderam

Exemplos:

  • Ontem ele pôde sair do trabalho mais cedo para tratar de assuntos pessoais.
  • Ele não pôde ir à natação porque estava resfriado.

O Novo Acordo Ortográfico, que entrou em vigor em janeiro de 2009, não trouxe qualquer alteração a estas duas palavras. Embora alguns acentos diferenciais tenham sido abolidos, o acento circunflexo existente na forma verbal pôde deverá ser mantido, para diferenciarmos a forma verbal pôde da forma verbal pode. Já se escrevia assim e devemos continuar escrevendo dessa forma.

Palavra relacionada: poder.

Outras dúvidas

Veja também