Paradoxo ou paradóxo

A forma correta de escrita da palavra é paradoxo, sem acento. A palavra paradóxo, acentuada graficamente, está errada. O substantivo masculino paradoxo se refere a uma contradição ou oposição de ideias, bem como a uma incoerência, absurdo e contrassenso. Sendo um conceito muito utilizado na filosofia e na linguística, o paradoxo representa algo ilógico, sem nexo e impossível de acordo com a opinião comum.

Paradoxo tem sua origem na palavra em latim paradoxum, pelo grego parádoxos, significando algo que é oposto à opinião geral e contrário ao esperado, sendo extraordinário e surpreendente.

Exemplos:

  • Acho um paradoxo você ser contra a liberalização do aborto e já ter feito um.
  • Você não concorda que dizer que “minha alegria é triste” é um paradoxo?
  • Enquanto figura de linguagem, o paradoxo é um recurso utilizado para aumentar a expressividade da mensagem.

A palavra paradoxo, sendo paroxítona, não deverá ser acentuada graficamente, apenas prosodicamente, dado que, sem acentuação gráfica, as palavras da língua portuguesa são naturalmente paroxítonas, ou seja, acentuadas prosodicamente na penúltima sílaba: pa-ra-do-xo. 

Fique sabendo mais!
Segundo as regras de acentuação do português, apenas são acentuadas graficamente as seguintes palavras paroxítonas:

  • terminadas em r: ímpar, cadáver, caráter,… 
  • terminadas em l: fóssil, réptil, têxtil,…
  • terminadas em n: hífen, éden, dólmen,…
  • terminadas em x: córtex, tórax, fênix,…
  • terminadas em ps: bíceps, fórceps,…
  • terminadas em ã, ãs, ão, ãos: órfã, órgão, sótão,…  
  • terminadas em um, uns, om, ons: álbum, fórum, prótons,…
  • terminadas em us: vírus, húmus, bônus,… 
  • terminadas em i, is: júri, íris, tênis,…
  • terminadas em ei, eis: jóquei, hóquei, fizésseis,…
  • terminadas em ditongos crescentes: óleo, régua, água,…

Palavra relacionada: paradoxo.

Outras dúvidas

Veja também