Ossos do ofício ou ócios do oficio

Flávia Neves
Professora de Português

A forma correta de escrita desta expressão é ossos do ofício, conforme consta em diversos dicionários.

A expressão ossos do ofício é usada para indicar alguma desvantagem, dificuldade ou atividade desagradável que é típica de uma determinada profissão e que é obrigatoriamente realizada pelo profissional porque não há como a evitar.

Exemplos com ossos do ofício

  • Este ano vou estar de plantão na noite de Natal… Ossos do ofício.
  • No meu trabalho, atender clientes bêbados são ossos do ofício.
  • Isto, para mim, são ossos do ofício. Não gosto de defender um criminoso, mas tenho de o fazer.

A expressão ossos do ofício é formada pelo substantivo osso e pelo substantivo ofício. A palavra osso indica uma coisa difícil e problemática, de dura realização. A palavra ofício se refere a em emprego, trabalho, cargo ou função.

Origem da expressão ossos do ofício

Pensa-se que a expressão ossos do ofício poderá ter a sua origem na antiga produção de papel ofício. Era usado pó de tutano, uma substância encontrada no interior dos ossos, para realizar o branqueamento das folhas Era um processo árduo e moroso.

E ócios do ofício? Não existe?

Para transmitir o sentido acima explicado, a expressão ócios do ofício está errada, não se encontrando dicionarizada.

A expressão ócios do ofício apenas poderá ser usada como uma brincadeira, indicando uma vantagem, benesse ou descanso inerente a uma profissão. É feito um trocadilho com ossos e ócio devido à sua semelhança sonora.

Exemplo: Trabalhar na praia? São ócios do ofício, amigo!

Palavras relacionadas: osso, ofício, ócio.


Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também