Num ou em um

Flávia Neves
Professora de Português

As duas formas estão corretas e podem ser usadas quer numa linguagem informal, quer numa linguagem formal. Num é a forma contraída da preposição em com o artigo ou numeral um: nem + um = num.

  • No domingo, almocei num restaurante mexicano.
  • No domingo, almocei em um restaurante mexicano.

Embora haja uma ideia generalizada de num apenas dever ser usado numa linguagem informal e de em um ser mais formal e correto do que a forma contraída num, não existe qualquer fundamento gramatical que sustente essa ideia.

A contração de uma preposição com outra palavra é um processo natural na língua portuguesa.

Exemplos com num (em + artigo indefinido um)

  • Gostaria de viver num prédio melhor.
  • Nunca entrei num laboratório de ciências.

Exemplos com em um (artigo indefinido)

  • Gostaria de viver em um prédio melhor.
  • Nunca entrei em um laboratório de ciências.

Exemplos com num (em + numeral um)

  • Num dos apartamentos há uma inundação.
  • Todo o trabalho foi feito num só dia.

Exemplos com em um (numeral)

  • Em um dos apartamentos há uma inundação.
  • Todo o trabalho foi feito em um só dia.

Num: linguagem informal

A única situação em que a palavra num deverá ser utilizada apenas em linguagem informal é quando é sinônima de não, atuando como um advérbio. Embora esse uso seja típico de uma linguagem coloquial e popular, encontra-se dicionarizado.

Exemplos com num (advérbio não)

  • Eu num disse isso!
  • Num quero saber de nada disso.
  • Num sei…

Contração da preposição em

A preposição em contrai com todas as formas flexionadas dos artigos definidos e indefinidos, bem como com alguns pronomes:

  • em + um = num
  • em + uns = nuns
  • em + uma = numa
  • em + umas = numas
  • em + o = no
  • em + os = nos
  • em + a = na
  • em + as = nas
  • em + este = neste
  • em + estas = nestas
  • em + essa = nesta
  • em + isto = nisto
  • em + aqueles = naqueles
  • em + aquilo = naquilo

Palavras relacionadas: num, em, um.


Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também