Namorar ou namorar com

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As duas opções estão corretas quando o verbo namorar assume o significado de ter uma relação de namoro com alguém. Uma pessoa pode namorar outra pessoa ou pode namorar com outra pessoa. 

Embora tradicionalmente se defenda o uso do verbo sem preposição, a expressão namorar com já se encontra abonada por diversos dicionários.

Exemplos de namorar 

  • Flávia namora Ricardo.
  • Você namora Paulo há quantos anos?
  • Você quer me namorar?

Exemplos de namorar com

  • Flávia namora com Ricardo.
  • Você namora com Paulo há quantos anos?
  • Você quer namorar comigo?

Com este sentido, o verbo namorar pode ser um verbo transitivo direto, não necessitando de preposição, ou um verbo transitivo indireto, sendo sua regência feita com a preposição com. 

Regência do verbo namorar

Dependendo do seu significado e da forma como é utilizado na frase, o verbo namorar pode ser transitivo direto, transitivo indireto, intransitivo ou pronominal.

Namorar é um verbo…

transitivo direto quando usado com o sentido de querer muito alguma coisa. Estabelece regência sem a presença de uma preposição: 

  • Estou namorando esse celular há dois meses.
  • Você continua namorando esse vestido? 

transitivo indireto quando usado com o sentido de ter relação de namoro. Estabelece regência verbal com a preposição com: 

  • Namoro com Helena há três anos.
  • Você quer namorar comigo?

intransitivo quando usado com o sentido de ser namorador e galanteador: 

  • Meu filho namora muito, é muito namorador! 
  • Ele gosta é de namorar!

pronominal quando usado com o sentido de se apaixonar: 

  • Pedro namorou-se de Lara desde a primeira vez que a viu. 
  • Como não se enamorar de um recém-nascido?

O verbo namorar deriva do verbo enamorar, sendo formado por aférese (supressão) do fonema inicial e.

Palavra relacionada: namorar.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também