Expresso ou espresso

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

No que respeita ao café, devemos privilegiar o uso da palavra expresso. A palavra espresso não se encontra dicionarizada em português, sendo um estrangeirismo. É a forma original da palavra em italiano. Poderá ser utilizada em contextos específicos desde que devidamente identificada como uma palavra estrangeira.

Exemplos:

  • Queria um café expresso, por favor!
  • Queria um expresso, por favor!
  • Fui a Itália e bebi um maravilhoso espresso!

A palavra expresso é muito usada no português, apresentando diversos significados. Alguns dicionários já incluem no verbete expresso a acepção de uma dose individual de café feito sob pressão numa máquina elétrica, servido numa xícara pequena. Encontra-se também dicionarizada a acepção de café expresso como um café feito de um modo rápido.

O uso da palavra espresso fora do âmbito do café é errado, sendo apenas correta a palavra expresso, tanto para indicar um adjetivo, um substantivo ou uma forma verbal.

Enquanto adjetivo, expresso indica aquilo que é rápido e ligeiro; categórico e taxativo; explícito e manifesto. Enquanto substantivo, refere-se a um trem rápido e direto, que não para em estações intermediárias. 

Exemplos:

  • Esta encomenda seguirá pelo serviço expresso do correio? (adjetivo)
  • Um dia, viajarei pela rota do Expresso do Oriente. (substantivo)

Enquanto verbo, expresso é a forma conjugada do verbo expressar na 1.ª pessoa do singular do presente do indicativo: eu expresso. É também o particípio irregular dos verbos expressar e exprimir.

Exemplos:

  • Às vezes, eu não me expresso bem porque fico com vergonha. (presente do indicativo)
  • O comunicado foi expresso pelo presidente ontem à noite. (particípio)

Fique sabendo mais!
Em inglês é usada a palavra espresso, sendo mantida a forma original italiana.

Palavra relacionada: expresso.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também