Dissemelhante ou dessemelhante

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As duas palavras estão corretas e existem na língua portuguesa. Podemos utilizar os adjetivos dissemelhante e dessemelhante sempre que quisermos referir que alguém ou alguma coisa não é semelhante, ou seja, que é desigual, dissímil, díspar, diferente, distinta, diversa, entre outras. Essas duas palavras são socialmente aceitas, sendo, contudo, pouco utilizadas pelos falantes.

Exemplos:
Estes dois exemplos são dissemelhantes.
Estes dois exemplos são dessemelhantes.

Parece não haver nada de dissemelhante nestes dois gêmeos!
Parece não haver nada de dessemelhante nestes dois gêmeos!

Devemos aceitar o nosso semelhante e o nosso dissemelhante.
Devemos aceitar o nosso semelhante e o nosso dessemelhante.

As palavras dissemelhante e dessemelhante são formadas por derivação prefixal, ou seja, é acrescentado um prefixo a uma palavra, alterando o sentido da mesma. Em dissemelhante temos o prefixo dis- mais a palavra semelhante: dis- + semelhante. Em dessemelhante temos o prefixo des- mais a palavra semelhante: des- + semelhante. Os prefixos des- e dis- são de origem latina e significam uma negação, uma ação em sentido contrário.

Existem, na língua portuguesa, palavras que apresentam mais do que uma grafia correta. A estas palavras chamamos formas gráficas variantes. Embora haja sempre uma forma preferida e mais utilizada pelos falantes, todas as formas são corretas.

Além disso, dissemelhante e dessemelhante são adjetivos de dois gêneros, ou seja, uniformes, apresentando a mesma forma no masculino e no feminino: o pneu dissemelhante/a peça dissemelhante; o pneu dessemelhante /a peça dessemelhante. Na língua portuguesa, os adjetivos terminados em –e são adjetivos uniformes: dirigente, ciente, doce, triste, terrestre, leve, pobre, competente, entre outros.

Fique sabendo mais!
Existe também a palavra desassemelhante, sinônima de dissemelhante e dessemelhante.

Palavras relacionadas: dissemelhante, dessemelhante.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também