Diminutivo: substantivos no grau diminutivo

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

O grau diminutivo é usado, maioritariamente, para indicar o tamanho pequeno ou diminuído de um ser ou de um objeto.

Grau normal: casa, livro, criança, rua, gota.
Grau diminutivo: casinha, livrinho, criancinha, ruela, gotícula.

Lista de substantivos no grau diminutivo

  • abelha: abelhinha, abelhazinha, abelhita
  • adeus: adeusinho
  • aldeia: aldeola, aldeota
  • amigo: amiguinho
  • animal: animalzinho, animalejo, animálculo
  • árvore: arbúsculo, arvoreta, arvorezinha
  • asa: álula, aselha, asinha
  • ave: avícula
  • avião: aviãozinho
  • bala: balinha
  • bandeira: bandeirola, bandeirinha
  • banho: banhoca, banhinho, banhito, banhozinho
  • barba: barbicha, barbica
  • barraca: barraquim, barraquinha
  • barril: barrilete, barrilote
  • barulho: barulhito, barulhinho
  • beiço: beicinho
  • bicho: bichinho
  • bigode: bigodinho, bigodito
  • boca: boquita, boquinha
  • boné: bonezinho
  • borracha: borrachinha
  • burro: burrico
  • cabeça: cabecinha, cabecita
  • cadeira: cadeirinha
  • caixa: caixeta, caixote, caixola
  • caminhão: camioneta, caminhonete
  • caneca: canequinha
  • cão: cãozinho, cãozito, canito, canicho
  • cara: carinha
  • casa: casebre, casinha, casita
  • chapéu: chapelete, chapeuzinho, chapeleta, chapelinho
  • chuva: chuvisco, chuvinha, chuvisqueiro
  • cidade: cidadezinha
  • cinto: cintilho
  • cócegas: coceguinhas, cosquinhas
  • coisa: coisinha
  • colher: colherinha, colherzinha
  • copo: copinho
  • cor: corzinha
  • corda: cordel, cordinha
  • corpo: corpúsculo
  • cova: covinha
  • criança: criancinha, criançola
  • cruz: cruzeta
  • dedo: dedinho
  • dente: dentículo, dentinho
  • diabo: diabrete
  • drama: draminha, dramazinho
  • espaço: espacinho
  • espada: espadim
  • estátua: estatueta
  • faca: faquinha
  • farol: farolete, farolim
  • fazenda: fazendola, fazendinha
  • febre: febrícula
  • festa: festinha, festim
  • filho: filhinho, filhote
  • fio: fiozinho, fiapo, filete
  • fita: fitilho
  • flauta: flautim
  • flor: florinha, florículo, florzinha, flósculo, florzita
  • fogo: foguinho
  • folha: folíolo, folhinha
  • frango: frangote
  • galo: galispo
  • gato: gatinho
  • gênio: geniozinho
  • girafa: girafinha, girafazinha
  • globo: glóbulo
  • gota: gotícula
  • grão: grânulo
  • homem: homenzinho, homenzito, homúnculo, hominho
  • igreja: igrejinha, igrejola
  • ilha: ilhéu, ilhota
  • índio: indiozinho, indiozito
  • janela: janelinha
  • jardim: jardinzito, jardinzinho
  • jornal: jornaleco
  • laje: lajota
  • lápis: lapisinho, lapisito
  • língua: lingueta
  • livro: livrinho, livrozinho, livreto, livreco, livrete
  • lobo: lobinho, lobato, lobacho
  • lugar: lugarejo
  • macaco: macaquinho, macaquito
  • mala: malinha, maleta, malote
  • mão: mãozinha
  • meia: meiinha, meiita, meiazinha, meizita
  • menino: menininho
  • moça: mocinha, moçoila
  • moço: mocinho, moçoilo
  • monte: montinho, montículo
  • mulher: mulherzinha, mulherinha
  • muro: mureta
  • música: musiquinha
  • namoro: namorico
  • nariz: narizinho, narizito
  • navio: naviozinho
  • : nódulo, nozinho
  • núcleo: nucléolo
  • ônibus: onibusinho
  • ovo: ovinho, óvulo
  • pai: paizinho
  • país: paisinho
  • palácio: palacete
  • pão: pãozito, pãozinho
  • papel: papelucho, papelinho, papelico, papelete
  • parede: paredinha
  • parte: partícula
  • pássaro: passarinho
  • pata: patinha
  • : pezinho, pezito
  • pedra: pedrisco
  • peixe: peixinho
  • pele: película
  • perna: perninha
  • pires: piresinho
  • pobre: pobrezinho, pobrinho
  • poema: poemeto
  • porção: porciúncula
  • porta: portinhola, portinha
  • praça: pracinha
  • preço: precinho
  • prego: preguinho
  • príncipe: principezinho
  • pudim: pudinzinho
  • questão: questiúncula
  • rã: rãzinha, rãzita
  • rádio: radiozinho
  • raio: raiozinho
  • raiz: radícula, radicela
  • rapaz: rapazola, rapazote, rapazelho, rapazinho, rapagote
  • rato: ratinho
  • rede: retículo
  • regra: regrinha, regrazinha
  • régua: reguinha, reguazinha
  • rei: régulo, reizinho
  • rio: ribeiro, riacho, regato
  • rocha: rochinha
  • rosa: rosinha
  • rua: ruela
  • sábio: sabiozinho
  • saco: saquitel, saquinho
  • saia: sainha
  • sala: salinha, salita, saleta
  • sapato: sapatito
  • sela: selim
  • senhora: senhorita
  • serviço: servicinho
  • sino: sineta
  • sono: soneca
  • sorriso: sorrisinho
  • tábua: tabuinha, tabuazinha
  • telha: telhinha
  • tênis: tenisinho
  • tesoura: tesourinha
  • texto: textinho
  • trem: trenzinho
  • vara: vareta, varela, varinha
  • varanda: varandim
  • vaso: vasinho
  • vela: velinha
  • velho: velhote, velhinho, velhusco
  • verão: veranico
  • verme: vermículo
  • verso: versículo
  • via: viela
  • vidro: vidrinho, vidrilho
  • vila: vilela, vileta, vilola, vilarejo, vilinha, vilazinha
  • voz: vozinha, vozita
  • xícara: xicarazinha, xicarinha, xicarazita

Além de indicar o tamanho pequeno de alguma coisa, o diminutivo pode ser usado, também, para expressar amor e carinho, bem como menosprezo e troça:

  • O meu netinho nasceu ontem. (carinho)
  • Ele não passa de um homenzinho insolente. (menosprezo)

Formação do diminutivo

O grau diminutivo é formado, maioritariamente, pela junção de um sufixo diminutivo a uma palavra no grau normal. Este processo de formação do diminutivo é chamado de sintético.

Embora os sufixos -inho e -zinho sejam os principais sufixos diminutivos, existem vários:

  • -inho, -inha;
  • -zinho, -zinha;
  • -ino, -ina;
  • -im;
  • -acho, -acha;
  • -icho, -icha;
  • -ucho, -ucha;
  • -ebre;
  • -eco, -eca;
  • -ico, -ica;
  • -ela;
  • -elho, -elha;
  • -ejo;
  • -ilho, -ilha;
  • -ete;
  • -eto, -eta.

O diminutivo pode ser, também, formado pela junção de um adjetivo com sentido diminutivo a um substantivo no grau normal. Este processo de formação do diminutivo é chamado de analítico. São usados adjetivos como:

  • pequeno;
  • pequenino;
  • mínimo;
  • minúsculo;
  • diminuto;
  • miúdo;
  • insignificante;
  • reduzido.

Grau normal: homem
Grau diminutivo sintético: homenzinho, homúnculo
Grau diminutivo analítico: homem pequeno, homem minúsculo

Diminutivo e aumentativo

Enquanto o grau diminutivo indica um tamanho pequeno ou diminuído, o grau aumentativo indica o tamanho grande ou aumentado de um ser ou de um objeto.

Grau normal: casa
Grau diminutivo: casinha
Grau aumentativo: casarão

Exemplos de substantivos no grau aumentativo

  • cabeçorra;
  • chapelão;
  • corpaço;
  • febrão;
  • fogaréu;
  • garrafão;
  • homenzarrão;
  • mulheraça;
  • amigalhaço;
  • orelhona.

Veja também: Lista de substantivos no grau aumentativo.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também