Cre, crê ou crer

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As formas verbais crê e crer existem e estão corretas. A palavra cre está errada.

Crê é a forma conjugada do verbo crer na 3.ª pessoa do singular do presente do indicativo (ele crê) ou na 2.ª pessoa do singular do imperativo afirmativo (crê tu). 
Exemplo: Ele crê em Deus.

Crer é a forma do verbo no infinitivo. 
Exemplo: Crer em Deus faz parte da minha educação.

A dúvida no uso de crer e crê reside em quando utilizar uma ou a outra forma verbal, ou seja, quando se deve utilizar a forma no infinitivo (crer) e quando se deve utilizar a forma no presente do indicativo (crê). 

Este erro acontece porque, numa fala quotidiana, o r final das formas verbais no infinitivo não é pronunciado (crê em vez de crer, vê em vez de ver, dá em vez de dar, está em vez de estar,…), ficando as duas palavras com a mesma pronúncia.

Quando usar crer?

Crer, no infinitivo impessoal, deverá ser usado, principalmente, em locuções verbais, quando o verbo tiver regência de uma preposição e quando não houver um sujeito definido.

Exemplos com crer

  • Pode crer! (locução verbal com verbo auxiliar pode)
  • Todos deveriam crer em algo. (locução verbal com verbo auxiliar deveriam)
  • Você precisa ver para crer? (frase com preposição)
  • Tenho de crer que dias melhores virão. (frase com preposição)

Dica
Uma forma fácil de resolver a dúvida é pela substituição do verbo crer pelo verbo acreditar: Pode crer ou pode crê no que eu disse?
Pode crer = pode acreditar (certo)
Pode crê = pode acredita (errado)
Forma correta: Pode crer no que eu disse.

Quando usar crê?

Crê, no presente do indicativo, deverá ser usado principalmente para indicar uma ação que ocorre no exato momento em que se narra a ação. Indica também, entre outros usos, uma ação habitual, uma característica do sujeito e um estado permanente de uma situação.

Verbo crer - Presente do indicativo:
(Eu) creio
(Tu) crês
(Ele) crê
(Nós) cremos
(Vós) credes
(Eles) creem

Crê, no imperativo afirmativo, deverá ser usado para indicar uma ordem, conselho, solicitação ou súplica.

Verbo crer - Imperativo:
--- (eu)
crê (tu)
creia (você)
creiamos (nós)
crede (vós)
creiam (vocês)

Exemplos com crê

  • Você crê que isso é verdade? (presente do indicativo)
  • Ela não crê em nada. (presente do indicativo)
  • Crê! Tem confiança! (imperativo)
  • Crê nas tuas capacidades! (imperativo)

O mesmo erro em outros verbos

Esta mesma dúvida ocorre também com os verbos ler, ver, dar e estar, uma vez que a pronúncia das formas no infinitivo fica similar às formas acentuadas na 3.ª pessoa do singular do presente do indicativo. 

Exemplos com outros verbos

  • Ele lê o livro todos os dias?
  • Ele costuma ler o livro todos os dias?
  • Há dois dias não vê o filho.
  • Há dois dias não consegue ver o filho.
  • Seu irmão não está na escola. 
  • Seu irmão não deve estar na escola. 
  • Você dá o presente para ela?
  • Você pode dar o presente para ela?

O verbo crer

O verbo crer tem sua origem na palavra em latim credere e indica, principalmente, o ato de ter fé, de ser crente e de acreditar como verdadeiro. Pode se referir também ao ato de julgar ou supor alguma coisa, tomando algo como provável.

Assim, crer é sinônimo de acreditar,  confiar e contar, bem como de julgar, supor, pensar, presumir, achar, considerar, imaginar e calcular. 

Crer ou querer

Muitas vezes o verbo crer é confundido com o verbo querer. Isso ocorre quando há uma pronúncia mais fechada e rápida, sendo os dois verbos lidos de forma muito parecida. 

Se as sílabas forem pronunciadas de forma clara essa semelhança entre os dois verbos desaparece:

  • É preciso crer!
  • É preciso querer!

Palavra relacionada: crer.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também