Contrarregra ou contra-regra

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A forma correta de escrita da palavra é contrarregra. A palavra contra-regra está errada desde a entrada em vigor do Novo Acordo Ortográfico, em janeiro de 2009. O substantivo masculino contrarregra se refere ao técnico que trabalha nos bastidores de peças teatrais, filmes, programas de rádio ou televisão, responsável pela entrada dos atores em cena e pelos diversos acessórios necessários nos cenários, bem como pela seleção e aplicação dos efeitos sonoros, sendo sinônimo de sonoplasta. Pode significar também a função exercida pelo técnico, sendo, nesse sentido, sinônima de contrarregragem.

Exemplos:

  • Os atores esperam as indicações do contrarregra.
  • Se vocês forem utilizar o palco durante a noite, não se esqueçam de pedir a ajuda do contrarregra.
  • Os efeitos sonoros serão feitos pelo contrarregra e os efeitos luminosos por mim.

Segundo o Novo Acordo Ortográfico, o hífen é utilizado apenas quando o prefixo termina com a mesma letra que começa a segunda palavra ou quando a segunda palavra começa com h. 
Exemplos: contra-ataque, contra-atacante, contra-habitual, contra-harmonia,…

Em todas as outras situações, o prefixo é escrito junto à palavra já existente. 
Exemplos: contragosto, contraproposta, contragolpe, contrabaixo, contracapa,… 

Salienta-se que nas formações em que o prefixo termina em vogal e a segunda palavra começa com as consoantes r ou s, estas consoantes deverão ser duplicadas.
Exemplos: contrarrevolução, contrarreforma, contrassenso, contrassistema,…

Contrarregra é uma palavra formada a partir de derivação prefixal, ou seja, é acrescentado um prefixo a uma palavra já existente, alterando o sentido da mesma: contra- + regra. As palavras que utilizamos atualmente na língua portuguesa têm prefixos de origem grega ou latina. No caso em questão, o prefixo contra- é de origem latina e significa uma negação.

Palavra relacionada: contrarregra.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também