Contatar ou contactar

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas.

Contatar é a palavra mais utilizada no português do Brasil.
Contactar é a palavra mais utilizada no português de Portugal.

Contatar ou contactar significa estabelecer uma ligação, comunicação, aproximação com alguém ou com alguma coisa, sendo sinônimo de ligar, conectar, tocar, comunicar, relacionar-se, aproximar-se, entre outros.

Exemplos com contatar

  • Em caso de dúvida, é favor contatar nossos serviços.
  • O vendedor da imobiliária contatou comigo sobre a venda da casa.

Exemplos com contactar

  • Em caso de dúvida, é favor contactar nossos serviços.
  • O vendedor da imobiliária contactou comigo sobre a venda da casa.

Este verbo poderá ter sua origem na palavra em latim contactus ou na palavra em francês contacter. Para alguns falantes o c permaneceu na palavra; para outros, o c sofreu evolução.

O mesmo ocorre com os substantivos contato e contacto, sendo o primeiro mais utilizado no Brasil e o segundo mais utilizado em Portugal.

A consoante c e o acordo ortográfico

Com o atual acordo ortográfico, que entrou em vigor em janeiro de 2009, foram abolidas as consoantes c e p que não se leem nas palavras. Esta regra se refere mais ao português de Portugal do que ao português do Brasil.

Ocorre, então, a existência de palavras com grafia alternativa, ou seja, com duas grafias, devido às divergências de articulação entre os falantes. Quando há oscilação na pronúncia das consoantes, admitem-se as duas formas:

  • contatar e contactar;
  • contato e contacto;
  • caraterística e característica;
  • setor e sector;

A consoante c desapareceu de algumas palavras, mas permaneceu em outras. Quando a consoante c é lida, deverá ser mantida:

  • pacto;
  • opção;
  • convicção;

Palavras relacionadas: contatar, contactar.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também