Cilício ou silício

O substantivo masculino cilício indica, principalmente, um cinto usado por católicos sobre a pele para penitência, sendo um objeto de autoflagelação. O substantivo masculino silício é usado na química, sendo o nome de um elemento químico. Assim, estas duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Seus significados, porém, são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. 

Exemplos:

  • O uso do cilício é um costume antigo da igreja católica. (cilício = cinto para autoflagelação)
  • Si é o símbolo químico do silício. (silício = elemento químico)

Cilício tem sua origem na palavra em latim cilicium, devendo assim ser escrito com c inicial. Além de indicar um cinto usado por católicos sobre a pele para penitência, é usado com sentido figurado para indicar um sofrimento ou mortificação voluntária. Refere-se também, embora com menor uso, a alguém ou algo natural da ou relativo à Cilícia.

Exemplos:

  • O uso do cilício visava a promoção de uma disciplina moral e corporal.
  • O filme O Código Da Vinci mostra o uso do cilício como uma prática católica.

Silício tem sua origem na palavra em latim científico silicium, devendo assim ser escrito com s inicial. É um elemento duro, cinzento e não metálico usado em aços resistentes.

Exemplos

  • O silício é o segundo elemento químico com presença mais abundante na crosta terrestre.
  • O silício é usado na eletrônica e na produção de aço. 

Os substantivos cilício e silício apresentam a mesma fonética, ou seja, são pronunciados de forma igual, mas seus significados e escritas são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras homófonas. Na língua portuguesa, existem diversas palavras homófonas: cilício e silício; sensual e censual, tachar e taxar, acento e assento, conserto e concerto, cozer e coser,…

 

 

Palavras relacionadas: cilício, silício.