Cego ou sego

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

As palavras cego e sego existem na língua portuguesa e estão corretas. Contudo, seus significados são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. A palavra cego é a mais utilizada, com significação mais abrangente. Sego tem um uso mais reduzido.

Cego pode ser um substantivo. Refere-se, principalmente, a uma pessoa privada da visão:

  • Tem um cego na minha escola.
  • Eu conheço aquele cego.

Cego pode ser também um adjetivo, sendo sinônimo de alucinado, deslumbrado, desmedido, rombo e indiferente, entre outros:

  • Eu fiquei cego de raiva.
  • Eu estou cego de fome.

Cego pode ser ainda uma forma conjugada do verbo cegar. Refere-se, principalmente, ao ato de perder a visão, de ofuscar a vista de alguém ou fazer perder o gume:

  • Eu cego em pouco tempo.
  • Eu cego a todas com o meu brilho.

Sego é uma forma conjugada do verbo segar e se refere ao ato de cortar com a foice, de cortar em fatias finas ou de pôr fim a alguma coisa:

  • Eu sego o trigo.
  • Eu sego os legumes.

Cego: substantivo e adjetivo

A palavra cego tem sua origem na palavra em latim caecus, devendo assim ser escrita com a consoante inicial c. Todas as palavras cognatas de cego deverão também ser escritas com c no início.

Palavras da mesma família:

  • cego;
  • cegar;
  • cegueira;
  • cegas;
  • cegamente;
  • cegueta;

Exemplos com cego (substantivo)

  • O cego está precisando de ajuda. (pessoa privada da visão) 
  • Há um cego atravessando a rua sozinho. (pessoa privada da visão) 

Exemplos com cego (adjetivo)

  • Meu primo nasceu cego. (incapaz de ver)
  • Este canivete não corta nada porque está cego. (sem fio)
  • Ele ficou cego de raiva. (descontrolado)
  • O professor permaneceu cego às reclamações dos alunos. (indiferente)

Cego: verbo cegar

O verbo cegar tem sua origem na palavra em latim caecare. Assim, todas as formas conjugadas do verbo cegar devem ser escritas com c inicial.

Verbo cegar - Presente do indicativo:
(Eu) cego
(Tu) cegas
(Ele) cega
(Nós) cegamos 
(Vós) cegais
(Eles) cegam

Exemplos com cego (verbo)

  • Eu lhe cego se espetar este ferro em seus olhos. (fazer perder a visão)
  • Eu ainda cego a tesoura se continuar tentando cortar este material. (fazer perder o fio).

Sego: verbo segar

O verbo segar tem sua origem na palavra em latim secare, devendo assim ser escrito com a consoante inicial s. As palavras cognatas de segar, bem como as formas conjugadas deste verbo devem também ser escritas com s inicial.

Palavras da mesma família:

  • segar;
  • sega;
  • segadura;
  • segão;
  • segadouro;

Verbo segar – Presente do indicativo:
(Eu) sego
(Tu) segas
(Ele) sega
(Nós) segamos 
(Vós) segais
(Eles) segam

Exemplos com sego

  • Eu sego a plantação quando tiver disponibilidade. (cortar com a foice)
  • Eu sego a couve em tiras bem finas. (cortar em fatias finas)

Cego e sego: homófonos

As palavras cego e sego apresentam a mesma fonética, ou seja, são pronunciadas de forma igual, mas os seus significados e escritas são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras homófonas.

Na língua portuguesa, existem diversas palavras homófonas:

  • cego e sego;
  • arrochar e arroxar;
  • conserto e concerto;
  • cela e sela;
  • sinto e cinto;
  • cozer e coser;
  • acento e assento;

Palavras relacionadas: cego, cegar, segar.

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também