Cauda ou calda

Estas duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Porém, os seus significados são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. O substantivo cauda se refere principalmente a um apêndice posterior, como o rabo dos animais. O substantivo calda se refere a um líquido grosso e doce, usado na culinária.
 
Cauda tem sua origem na palavra em latim cauda, devendo assim ser escrita com u. Refere-se ao rabo dos animais e a qualquer parte posterior ou a um prolongamento dessa parte posterior, como a cauda do vestido, a cauda do cometa, a cauda da procissão, a cauda do avião,… Indica também um rastro que uma pessoa pode deixar atrás de si. 

Exemplos:

  • O macaco fica se balançando pela cauda.
  • O vestido da noiva tinha uma cauda enorme.
  • Adoro ver as caudas dos cometas passando no céu.
  • Comprei um lindo piano de cauda para minha sala.

 
Calda é o feminino de caldo, cuja origem reside na palavra em latim caldu, devendo assim ser escrita com l. Refere-se a qualquer líquido espesso, viscoso e doce feito através da fervura do açúcar com outros elementos, como frutas e plantas, sendo sinônimo de xarope.

Exemplos:

  • Depois do almoço vou comer pêssego em calda com queijo minas.
  • Fiz uma calda de chocolate para o bolo de cenoura.
  • Você quer mais calda de pudim?

A confusão na escrita das palavras cauda e calda surge porque a consoante l não atua como consoante velarizada, assumindo o som u e atuando como uma semivogal nos grupos al, el, il, ol e ul. Assim, as palavras cauda e calda ficam com a mesma fonética, ou seja, são pronunciadas de forma igual.

Chamamos de palavras homófonas as palavras que são pronunciadas de forma igual, mas os seus significados e escritas são diferentes, como: cauda/calda, conserto/concerto, cela/sela, sinto/cinto, cozer/coser

Palavras relacionadas: cauda, calda.

Outras dúvidas

Veja também