Cadê ou cade

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

Para perguntar onde está alguma coisa, a forma correta de escrita da palavra é cadê, com acento circunflexo e acentuação tônica na última sílaba:

  • Cadê a chave?
  • Cadê meu celular?
  • Cadê Filipe?
  • Cadê você?

Cadê funciona como um advérbio de interrogação, sendo a forma contraída da expressão “que é de”. Equivale à pergunta “onde está?”. 

Exemplos com cadê

  • Cadê meu livro de História do Brasil? 
  • Cadê os brigadeiros que eu fiz para a festa?
  • Cadê o bilhete que eu deixei em cima da mesa? 

A palavra cadê pode também ser utilizada com sentido de “quem disse que”. 
Exemplo: Cadê que eu vou fazer isso! 

A palavra cadê deverá ser utilizada apenas numa linguagem informal e nunca numa linguagem formal e cuidada, sendo mais correto utilizar as expressões “que é feito de” ou “onde está”. 

Além de cadê, em algumas partes do Brasil também se usam as palavras quedê e quede, com o mesmo intuito. 

Cade: sinônimo de zimbro

A palavra cade também existe, mas se refere a algo completamente diferente. Cade é uma espécie de árvore de onde se extrai o óleo de cade, usado controversamente em cosméticos. 

A pronúncia das duas palavras é diferente:

  • Em cadê, a sílaba tônica é o dê (ca-DÊ), sendo uma palavra oxítona.
  • Em cade, a sílaba tônica é o ca (CA-de), sendo uma palavra paroxítona.

Palavras relacionadas: cadê, cade.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também