Beneficiente ou beneficente

Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de Português

A forma correta de escrita da palavra é beneficente, sem a vogal i depois do c. A palavra beneficiente está errada. 

O adjetivo beneficente refere-se a alguma coisa ou a alguém que pratica o bem e a beneficência, ou seja, que faz caridade e ajuda quem precisa. É uma palavra muito utilizada para indicar eventos organizados com o intuito de arrecadar dinheiro para obras de caridade. 

Exemplos com beneficente

  • Esta instituição beneficente todos os anos ajuda os pobres com roupa e comida.
  • O diretor quer organizar um desfile de moda beneficente.
  • Com este jantar beneficente conseguiremos arrecadar dinheiro para ajudar crianças abandonadas.

Beneficente é, assim, sinônimo de caridoso, caritativo, humanitário, filantrópico, solidário, benéfico, benevolente, benfazejo, entre outros.

Com i ou sem i? Por quê?

Beneficente tem sua origem na palavra em latim beneficente, sendo assim escrita com a sílaba cen e não cien: be-ne-fi-CEN-te. Também a palavra beneficência, cognata de beneficente, deverá ser escrita sem a vogal i na sílaba cen.

Na língua portuguesa, normalmente é usada a vogal i no ditongo ei, formando várias palavras: manteigueira, cabeleireiro, chaveiro. Contudo, existem palavras onde não ocorre o aparecimento da vogal i, não formando assim um ditongo: beneficente;

  • bandeja;
  • caranguejo;
  • prazerosamente;

Para memorizar muito bem a palavra beneficente e nunca mais errar, assista ao vídeo:

Beneficente: adjetivo de dois gêneros

A palavra beneficente é um adjetivo de dois gêneros, ou seja, uniforme porque apresenta sempre a mesma forma, quer no gênero feminino, quer no gênero masculino:

  • o almoço beneficente;
  • o jantar beneficente;
  • a festa beneficente;
  • a atividade beneficente.

Na língua portuguesa, os adjetivos terminados em -e são adjetivos de dois gêneros:

  • beneficente;
  • indecente;
  • doce;
  • triste;
  • terrestre;
  • leve;
  • pobre;
  • competente;

Beneficiente: erro de ortoépia

A ortoépia é uma parte da fonética que trata da correta articulação dos grupos vocálicos e dos fonemas consonantais. 

Em beneficente ocorre um erro de ortoépia, porque erradamente se pronuncia a vogal i depois da consoante c.
 

Palavra relacionada: beneficente.


Flávia Neves
Flávia Neves
Professora de português, revisora e lexicógrafa nascida no Rio de Janeiro e licenciada pela Escola Superior de Educação do Porto, em Portugal (2005). Atua nas áreas da Didática e da Pedagogia.

Outras dúvidas

Veja também