Senso ou censo

As palavras senso e censo existem na língua portuguesa e estão corretas. Porém, seus significados são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. A palavra senso se refere à capacidade de entender e julgar, bem como à característica e qualidade de quem é sensato e prudente. A palavra censo se refere ao recenseamento da população, ou seja, à contagem e ao levantamento estatístico de dados referentes a um conjunto de pessoas.

Senso tem sua origem na palavra em latim sensus, devendo assim ser escrita com s inicial. É sinônimo de juízo, entendimento, discernimento, julgamento e raciocínio, bem como de prudência, circunspeção, sensatez, siso, tino e ponderação, entre outros.

Exemplos:

  • Adoro seu senso de humor!
  • Aquele aluno não demonstrou senso crítico em suas respostas.

Censo tem sua origem na palavra em latim census, devendo assim ser escrito com c inicial. É sinônimo de censo demográfico, recenseamento e recenseamento demográfico. As palavras cognatas de censo deverão também ser escritas com c inicial e s na sílaba seguinte: recensear, recenseio, recenseamento, recenseador,…

Exemplos:

  • Foram confirmadas algumas irregularidades no último censo realizado.
  • Com base no censo poderemos verificar a média de idade da população brasileira.

As palavras senso e censo são pronunciadas da mesma forma, mas escritas de forma diferente, com significados diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras homófonas. Na língua portuguesa, existem diversas palavras homófonas: senso/censo, concelho/conselho, cozer/coser, cinto/sinto,… 

Palavras Relacionadas: senso, censo.

Dúvidas Relacionadas

« Seminovo ou semi-novo « Senso ou censo » Sentar ou centar »