Extra-judicial ou extrajudicial

A forma correta de escrita da palavra é extrajudicial. A palavra extra-judicial está errada. Sempre que quisermos referir que alguma coisa foi feita sem seguir os trâmites judiciais, fora das autoridades judiciais, devemos utilizar o adjetivo extrajudicial.

Extrajudicial é uma palavra formada a partir de derivação prefixal, ou seja, é acrescentado um prefixo a uma palavra já existente, alterando o sentido da mesma: extra+judicial. O prefixo extra- é de origem latina e significa uma posição exterior, fora e além de alguma coisa.

Segundo o Novo Acordo Ortográfico, que entrou em vigor em janeiro de 2009, se utiliza o hífen quando o prefixo termina com a mesma letra que começa a segunda palavra ou quando a segunda palavra começa com h.
Exemplos: extra-humano, extra-hospitalar, extra-amazônico, extra-alcance,…
Em todas as outras situações, o prefixo é escrito junto à palavra já existente.
Exemplos: extrajudicial, extragalático, extranormal,…

A palavra extrajudicial é um adjetivo uniforme porque apresenta sempre a mesma forma, quer no gênero feminino, quer no gênero masculino (o acordo extrajudicial/a informação extrajudicial).

Na língua portuguesa, os adjetivos terminados em –l são adjetivos uniformes, apresentando a mesma forma no masculino e no feminino: extrajudicial, normal, fiel, azul,…

Exemplos:
Tentaremos resolver esta situação com um acordo extrajudicial.
Todos os intervenientes assinaram notações extrajudiciais.

Palavra Relacionada: extrajudicial.

Dúvidas Relacionadas

« Extinção ou estinção « Extra-judicial ou extrajudicial » Extraoficial ou extra-oficial »