Estofar ou estufar

Estas duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Porém, seus significados são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. O verbo estofar se refere ao ato de revestir com estofo, colocar enchimento, acolchoar. O verbo estufar se refere ao ato de aquecer ou secar em estufa, bem como de guisar ou refogar em fogo lento. Significa também o ato de inflar, de inchar, de tornar mais volumoso.

O verbo estofar é uma palavra formada a partir de derivação sufixal, ou seja, é acrescentado um sufixo a uma palavra já existente, alterando o sentido da mesma: estofo+ar. O sufixo verbal –ar, acrescentado à palavra estofo, forma um verbo a partir de um substantivo.

Exemplos:
Meu pai mandou estofar a velha poltrona da sala.
Vou estofar o sofá do quarto com um tecido vermelho.

O verbo estufar poderá ter sua origem na palavra em italiano stufare ou a partir de derivação prefixal, ou seja, é acrescentado um prefixo a uma palavra já existente, alterando o sentido da mesma: es+tufar. O prefixo es- é de origem latina e significa um movimento para fora.

Exemplos:
Vou estufar esta carne com ervilhas e cenouras.
Não devemos abrir embalagens estufadas porque o produto pode estar estragado.

As palavras estofar e estufar são escritas de forma parecida e são pronunciadas de forma parecida, mas seus significados são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras parônimas.

Na língua portuguesa, existem diversas palavras parônimas: estofar/estufar, mandado/mandato, aferir/auferir, imergir/emergir, diferido/deferido, discriminar/descriminar, entre outras.

Palavras Relacionadas: estofar, estufar.

Dúvidas Relacionadas