Auto ou alto

Estas duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas. Porém, seus significados são diferentes e devem ser usadas em situações diferentes. Existem várias situações onde as palavras auto e alto são utilizadas correntemente, tendo uma significação abrangente. Alto é antônimo de baixo e auto se refere principalmente a um ato público ou à forma abreviada da palavra automóvel.

A palavra alto tem sua origem na palavra em latim altus, devendo assim ser escrita com l. Refere-se a alguém ou alguma coisa elevada, grande, erguida, forte, superior, imensa, excessiva.

Exemplos:
Meu filho é o aluno mais alto de sua turma.
O falcão voa alto no céu.
O empresário fica até altas horas em negociações.
Ver você é sempre o ponto alto do meu dia.
Os montanhistas pararam para descansar no alto da montanha.

A palavra alto pode ainda ter sua origem na palavra em alemão halt e indicar uma ordem para parar: Alto!

A palavra auto tem sua origem na palavra em latim actum e se refere a um ato público, a um registro escrito detalhado de uma ocorrência, a uma representação teatral. A palavra auto é também a forma abreviada da palavra automóvel.

Auto pode ser ainda um prefixo com origem na palavra grega autós e significar si mesmo, si próprio.

Exemplos:
Estou escrevendo minha autobiografia.
Houve um grande acidente na autoestrada.
Gil Vicente escreveu o Auto da Barca do Inferno.
Os autos daquele processo judicial serão relidos.

As palavras auto e alto apresentam a mesma fonética, ou seja, são pronunciadas de forma igual, mas seus significados e escritas são diferentes. A este tipo de palavras chamamos palavras homófonas.

Na língua portuguesa, existem diversas palavras homófonas: auto/alto, acento/assento, conserto/concerto, cela/sela, sinto/cinto, cozer/coser,…

Palavras Relacionadas: auto, alto.

Dúvidas Relacionadas